00:05 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Comboio militar norte americano perto da cidade síria de Tel Tamer

    EUA 'praticam banditismo' ao controlar campos petrolíferos na Síria, diz Defesa da Rússia

    © AP Photo / Baderkhan Ahmad
    Oriente Médio e África
    URL curta
    18471
    Nos siga no

    Os EUA praticam "banditismo internacional" ao controlar os campos petrolíferos no leste da Síria em vez de lutar contra terrorismo, afirmou no sábado (26) o representante do Ministério da Defesa da Rússia.

    O general Igor Konashenkov, representante oficial do Ministério da Defesa da Rússia, afirmou que os Estados Unidos praticam "banditismo estatal internacional" ao manter o controle de campos petrolíferos na Síria.

    "O que Washington está fazendo atualmente – a captura e manutenção sob seu controle militar dos campos petrolíferos no leste da Síria é, dizendo de forma simples, banditismo estatal internacional", disse Konashenkov.

    Segundo ele, a causa dessa atividade "está longe dos ideais de liberdade e dos slogans sobre a luta contra o terrorismo proclamados por Washington".

    "Nem no direito internacional, nem na própria legislação norte-americana – não há e não pode haver nenhum objetivo legal para as tropas estadunidenses guardarem e defenderem depósitos de hidrocarbonetos sírios da própria Síria e do seu povo", sublinhou o representante do Ministério da Defesa da Rússia.

    O general russo também afirmou que todos os depósitos de hidrocarbonetos localizados na Síria "não pertencem aos terroristas do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países] e também não aos 'defensores norte-americanos contra os terroristas da Daesh', mas exclusivamente à República Árabe Síria".

    O chefe do Pentágono, Mark Esper, afirmou na sexta-feira (25) que os EUA estão planejando para breve a tomada de medidas para reforçar as posições em torno da cidade síria de Deir ez-Zor para impedir ao acesso dos terroristas aos campos de petróleo. Segundo ele, os EUA estão estudando a forma de posicionar as forças na região "para manter a segurança dos campos petrolíferos".

    Poço de petróleo no campo Rmeilane, província de Hasakeh, Síria, julho de 2015 (foto de arquivo)
    © AFP 2019 / Youssef Karwashan
    Poço de petróleo no campo Rmeilane, província de Hasakeh, Síria, julho de 2015 (foto de arquivo)

    Mais:

    Iraque rejeita presença de tropas dos EUA que deixaram Síria
    Polícia Militar russa patrulha cidade de al-Qamishli na Síria, afirma comandante russo
    Rússia: forças americanas mantêm presença ilegal na Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar