01:07 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Hassan Rouhani

    Presidente do Irã: EUA praticam 'terrorismo econômico'

    © Sputnik / Sergei Guneev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    450
    Nos siga no

    O presidente do Irã, Hassan Rouhani, disse nesta sexta-feira (25) que a política dos Estados Unidos sobre outros países busca impor sua vontade e pode ser classificada como "terrorismo econômico". 

    "Hoje os Estados Unidos estão empregando ferramentas econômicas opressivas para impor seus objetivos políticos ilegítimos em nações independentes, de forma tão ultrajante e arrogante, que podem ser consideradas terrorismo econômico inconstitucional", afirmou durante a 18º Cúpula de Chefes de Estado e de Governo do Movimento dos Países Não Alinhados (NAM), que está sendo realizada em Baku, no Azerbaijão. 

    Desde que abandonaram o pacto nuclear firmado com Teerã, os EUA vem aplicando uma série de sanções contra Teerã. Recentemente, o líder iraniano disse que o poder de seu país tinha aumentado após a pressão americana. 

    Em seu discurso, Rouhani disse ainda que o Movimento Não Alinhado pode facilitar a busca por soluções globais, pois inclui a maioria dos países membros das Nações Unidas. 

    "Sob condições tão turbulentas, o Movimento Não Alinhado, enquanto um conjunto de países representando mais de dois terços dos estados membros da ONU, pode ser pioneiro em nome de seus membros e da sociedade humana na busca por soluções para os atuais problemas globais no âmbito do cumprimento da lei, cumprimento de compromissos  internacionais e moderação e prevenção da violência e do extremismo", afirmou o presidente. 

    'Experimento de guerra não convencional'

    O Movimento Não Alinhado, composto por 120 países que se recusam a participar de alianças militares, tem princípios pacifistas e anti-bélicos. Há ainda 17 países e 10 organizações internacionais que atuam como observadores. 

    Na quarta-feira (23), ao discursar na cúpula, o ministro venezuelano das Relações Exteriores, Jorge Arreaza, afirmou que a Venezuela é um 'experimento de guerra não convencional e de um plano de destruição econômica".

    Mais:

    Irã afirma que está aberto a conversar com a Arábia Saudita, diz chanceler
    Irã diz que 'passo importante' foi dado para reunião sobre acordo nuclear com os EUA
    Rouhani diz que poder internacional do Irã aumentou após sanções americanas
    Armas nucleares dos EUA na Turquia poderiam ser usadas contra Irã, segundo analista
    Pompeo: ameaça iraniana dá a Israel 'direito fundamental' de bombardear quem quiser
    Tags:
    acordo, nuclear, EUA, Movimento dos Países Não Alinhados, Hassan Rouhani, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar