15:08 19 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, durante cúpula da União Europeia, em Bruxelas (arquivo)

    OTAN descarta envio de tropas para norte da Síria

    © Sputnik / Alexey Vitvitsky
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1032
    Nos siga no

    O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), Jens Stoltenberg, descartou, neste momento, o envio de tropas da aliança para o norte da Síria, região que vive dias de grandes tensões.

    Após uma reunião com ministros da Defesa do bloco nesta quinta-feira, Stoltenberg pontuou que nenhum dos presentes solicitou a instalação de forças da OTAN naquela região, palco de uma ofensiva da Turquia contra militantes curdos-sírios.

    Tal discussão ocorre em meio a um pedido da ministra da Defesa da Alemanha, Annegret Kramp-Karrenbauer, para debater com aliados a criação de uma zona de segurança internacional no norte da Síria.

    A ministra da Defesa Kramp-Karrenbauer e sua colega Florence Parly, da França, discutem a situação no nordeste da Síria às margens da reunião de ministros da Defesa da OTAN em Bruxelas.

    ​"Não houve um pedido específico por tropas da OTAN no norte da Síria. Houve um pedido por um forte engajamento político internacional [...] E a ministra da defesa alemã apresentou suas propostas", disse o secretário-geral em coletiva de imprensa.

    De acordo com Soltenberg, a aliança militar ocidental favorece o envolvimento internacional no norte da Síria em apoio a uma solução política baseada nos esforços da ONU nesse sentido.

    Mais:

    Rússia: forças americanas mantêm presença ilegal na Síria
    Estados Unidos querem enviar tanques Abrams para região petrolífera na Síria, relata mídia
    Erdogan ameaça continuar operação na Síria em caso de ataques terroristas
    Chanceleres da Rússia e Turquia acordam juntar esforços para estabilizar situação na Síria
    Tags:
    defesa, curdos, Turquia, ONU, Annegret Kramp-Karrenbauer, Alemanha, Europa, Síria, Jens Stoltenberg, OTAN
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar