21:30 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente francês Emmanuel Macron durante reunião com o presidente russo, Vladimir Putin, em 19 de agosto de 2019.

    Presidente francês Macron critica reação da OTAN à ofensiva turca no norte da Síria

    © Sputnik / Sergey Guneev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12288
    Nos siga no

    O presidente francês Emmanuel Macron lamentou nesta sexta-feira (18) as ações ofensivas da Turquia no norte da Síria classificando-as como "loucura" e criticando a incapacidade de reação da OTAN à agressão como um "erro sério".

    Presidente francês também disse que ele descobriu sobre a decisão dos EUA de retirar suas forças do norte da Síria através do Twitter, o que combinado com a ofensiva unilateral de Ancara faz com que a Europa vire um aliado júnior no Oriente Médio.

    "Como todos os outros, eu descobri através de tweet que os Estados Unidos decidiram retirar suas tropas", salientou Macron citado pela agência Reuters.

    "Eu considero que aquilo que aconteceu nos últimos dias é um erro sério da parte do Ocidente e da OTAN na região e isso enfraquece nossa credibilidade para encontrar aliados no terreno que fiquem do nosso lado pensando que serão protegidos no longo prazo, e assim isto suscita questões sobre como a OTAN funciona", disse Macron aos jornalistas após a cúpula do Conselho Europeu que decorreu em Bruxelas.

    Macron acrescentou que ele, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson e a chanceler alemã Angela Merkel iriam se encontrar com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan nas próximas semanas, provavelmente em Londres.

    "É importante haver um encontro e coordenação entre as três nações europeias e a Turquia", disse ele.

    "Precisamos saber para onde a Turquia está indo e como trazê-la de volta a uma posição razoável que permita elaborar sua segurança interna com respeito pela nossa agenda e com uma solidariedade correta no seio da OTAN", ressaltou o presidente francês.

    Mais:

    Veto da França ao Brasil na OCDE é 'bastante grave para política externa', diz especialista
    França suspende venda de armas para Turquia em resposta à ofensiva na Síria
    Tags:
    EUA, Donald Trump, Síria, Turquia, França, Emmanuel Macron
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar