21:32 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente dos EUA, Donald Trump, conversa com o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, na chegada entrada da Ala Oeste da Casa Branca, em Washington, EUA, em 16 de maio de 2017.

    Erdogan 'ignora' delegação dos EUA, pede diálogo só com Trump, mas volta atrás

    © REUTERS / Joshua Roberts
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7201
    Nos siga no

    O presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse que não tem intenção de conversar com uma delegação dos EUA chefiada pelo vice-presidente Mike Pence, que deve chegar a Ancara ainda nesta quarta-feira, mas parece ter mudado de ideia horas depois.

    A delegação, que também inclui o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, conversará com Erdogan sobre a interrupção da contínua incursão militar de Ancara no nordeste da Síria, declarou Pompeo à mídia americana.

    O líder turco, no entanto, afirmou à rede Sky News que não tinha intenção de oferecer uma reunião presencial e só conversaria diretamente com seu colega americano Donald Trump.

    Mas algumas horas depois, sua posição aparentemente mudou. O diretor de comunicações de Erdogan, Fahrettin Altun, informou que seu chefe estava se referindo a outra delegação americana, que já estava em Ancara.

    A campanha turca foi lançada depois que Trump ordenou a retirada das tropas americanas de posições sob controle das milícias curdas sírias, que Ancara chama de terroristas.

    Trump anteriormente ameaçou atingir a Turquia com sanções econômicas incapacitantes, caso ele decidisse que Erdogan estava saindo da linha na Síria. Mas a Turquia permaneceu desafiadora e disse que estava se defendendo de uma ameaça terrorista e que outros membros da OTAN deveriam ter ajudado em vez de criticá-la.

    Mais:

    EUA apontam 'esquema' bilionário na Turquia para burlar sanções ao Irã
    Mídia: EUA fazem 'demonstração de força' a combatentes apoiados pela Turquia na Síria
    Armas nucleares dos EUA na Turquia poderiam ser usadas contra Irã, segundo analista
    Tags:
    OTAN, relações bilaterais, diplomacia, curdos sírios, guerra, Mike Pompeo, Mike Pence, Donald Trump, Recep Tayyip Erdogan, Síria, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar