11:35 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Veículo armado na cidade de Raqqa, Síria

    Exército da Síria entra pela 1ª vez em 5 anos na cidade síria de Raqqa, segundo fonte

    © AP Photo/ Asmaa Waguih
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7475
    Nos siga no

    Pela primeira vez desde 2014, tropas do Exército da Síria entraram na cidade síria de Raqqa e estabeleceram pontos de observação, disse uma fonte do campo militar à Sputnik.

    "Pela primeira vez em cinco anos, tropas de vanguarda do Exército do governo sírio entraram em Raqqa e estabeleceram vários postos de observação na cidade", comunicou a fonte nesta quarta-feira (16).

    De acordo com um correspondente da Sputnik Turquia, citando fontes da região, o Exército do governo sírio entrou em Raqqa a partir da cidade de Tabqa, sendo protegido por cobertura aérea. Há notícias de que as tropas governamentais foram recebidas com entusiasmo pela população local.

    Em outubro de 2017, a cidade, localizada no nordeste do país, foi libertada após meses de operação das Forças Democráticas da Síria (SDF) com o apoio da coalizão internacional.

    Raqqa foi capturada em 2014 por terroristas do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países) e se tornou o reduto dos militantes.

    Devido a bombardeios maciços e ações de formações curdas pró-americanas, Raqqa foi destruída e ainda não foi restaurada.

    O Ministério das Relações Exteriores sírio qualificou as ações da coalizão durante a libertação de Raqqa como genocídio.

    Zona tampão

    Administração Autônoma curda do nordeste da Síria já anunciou oficialmente, no dia 13 de outubro, que tinha chegado a um acordo com as autoridades oficiais sírias para posicionamento do Exército sírio ao longo de toda a fronteira sírio-turca a fim de ajudar a repelir o ataque do Exército turco e dos grupos pró-turcos.

    No dia 9 de outubro, a Turquia lançou a operação Fonte de Paz com o objetivo declarado de criar uma "zona segura" no território sírio controlado pelas milícias curdas, que Ancara considera organização terrorista.

    Damasco qualificou a operação como agressão, e a comunidade internacional condenou as ações de Ancara.

    Mais:

    'Ofensiva turca na Síria cria caos no Oriente Médio', diz embaixador saudita
    Forças sírias entram na província de Raqqa e se deslocam para norte, reporta mídia
    Mídia: EUA fazem 'demonstração de força' a combatentes apoiados pela Turquia na Síria
    Tags:
    Forças Democráticas da Síria, Raqqa, Exército Sírio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar