15:14 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    French President-elect Emmanuel Macron attends a ceremony at the Luxembourg Gardens to mark the abolition of slavery and to pay tribute to the victims of the slave trade, in Paris, France, May 10, 2017.

    Macron alerta Trump sobre o risco de ressurgimento do Daesh na Síria

    © REUTERS / Christian Hartmann
    Oriente Médio e África
    URL curta
    944
    Nos siga no

    O presidente francês Emmanuel Macron deixou claro para Donald Trump nesta segunda-feira "a necessidade absoluta de impedir o ressurgimento" do grupo jihadista Daesh (proibido na Rússia), depois que os EUA retiraram suas tropas do norte da Síria.

    Macron alertou, em um telefonema na noite desta segunda-feira, que a retirada das tropas e a subsequente ofensiva da Turquia contra os curdos na região aumentaram a ameaça de um ressurgimento do Daesh, informou o palácio presidencial.

    O líder francês também conversou com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan e o colega iraquiano Barham Saleh, prosseguiu a presidência.

    Paris e outras capitais europeias estão preocupadas com o fato de os membros do Daesh mantidos pelas autoridades curdas poderem escapar e aproveitar o caos na região para se reagruparem.

    Segundo o gabinete de Macron, a conversa entre o presidente francês e Erdogan "sublinhou a profunda divergência de opiniões sobre as consequências esperadas da ofensiva turca no nordeste da Síria".

    Fumaça subindo sobre a cidade fronteiriça síria de Tel Abyad vista da cidade turca de Akcakale
    © REUTERS / Stoyan Nenov
    Fumaça subindo sobre a cidade fronteiriça síria de Tel Abyad vista da cidade turca de Akcakale

    De acordo com um relato da conversa fornecida pelas autoridades turcas, Erdogan "explicou" a Macron "os objetivos da operação" e "chamou a atenção para a ameaça representada pelos grupos terroristas Daesh e YPG pela segurança da Turquia e pela integridade territorial da Síria".

    A milícia das Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG) teve o apoio dos EUA em seus esforços para superar o Daesh e agora se sente isolada ao ser atacada pela Turquia.

    A conversa entre Macron e o presidente iraquiano Saleh se concentrou "nos riscos humanitários e de segurança da situação atual" e também "nas medidas a serem tomadas no âmbito da coalizão internacional contra o Daesh".

    Macron afirmou a Saleh que esperava ver "um fortalecimento da cooperação franco-iraquiana" neste contexto.

    Mais:

    Forças de autodefesa curdas teriam libertado terroristas da prisão no norte da Síria
    Tropas dos EUA no norte da Síria recebem ordem de abandonar o país
    Político curdo explica quando Turquia deve terminar operação militar na Síria
    Tags:
    diplomacia, Unidades Populares de Proteção do Curdistão (YPG), terrorismo, Daesh, Donald Trump, Emmanuel Macron, curdos sírios, Turquia, Síria, Iraque, Estados Unidos, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar