23:09 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Kais Saied (esquerda) e Nabil Karoui (direita), presidenciáveis da Tunísia. Saied será o próximo presidente, indica pesquisa de boca de urna e contagem parcial dos votos.

    Professor conservador é eleito presidente da Tunísia

    © REUTERS / Zoubeir Souissi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2102
    Nos siga no

    A Comissão Eleitoral da Tunísia disse que uma contagem preliminar mostra que o professor de direito Kais Saied venceu as eleições presidenciais do país por uma margem significativa.

    A Comissão informou nesta segunda-feira (14) que Saied, um novato na política partidária, recebeu 72,71% dos votos. Seu oponente, o magnata da mídia Nabil Karoui, obteve 27,29%.

    Os resultados confirmam as pesquisas de boca de urna. 

    A Comissão afirma que Saied obteve a maioria dos votos em cada um dos 33 distritos eleitorais. Ele ultrapassou 90% em seis distritos do sul tradicionalmente muito conservadores.

    Saied, 61 anos, é um outsider independente, mas tem apoio do moderado partido islâmico Ennahdha, que venceu a eleição parlamentar da Tunísia na semana passada.

    Ele prometeu revisar a estrutura de governo do país para dar mais poder aos jovens e aos governos locais.

    Karoui, 56, disse a apoiadores no domingo que a corrida presidencial não terminou porque sua equipe jurídica pode entrar com uma ação. Ele foi preso em 23 de agosto sob acusações de corrupção e libertado a tempo de fazer apenas dois dias de campanha. 

    O presidente da França, Emmanuel Macron, parabenizou Saied por sua eleição na segunda-feira e desejou "sucesso para a Tunísia".

    Macron enfatizou a "mobilização democrática" do povo tunisino nas últimas semanas. Ele disse a Saied que pretende buscar e aprimorar a parceria entre os dois países.

    Se nenhuma ação legal for tomada para contestar os resultados, o órgão eleitoral deve anunciar a contagem definitiva de votos na quinta-feira. O Parlamento da Tunísia realizará uma sessão extraordinária durante a qual o novo presidente eleito será empossado e iniciará formalmente seu mandato de cinco anos.

    O pleito foi realizado após a morte do presidente Beji Caid Essebsi, em julho deste ano. 

    Mais:

    Presidente da Tunísia mantém estado de emergência até novembro
    14 trabalhadores sequestrados da Tunísia são libertados na Líbia
    Presidente da Tunísia morre aos 92 anos
    Morre Ben Ali, ex-presidente da Tunísia
    Tags:
    eleição, Tunísia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar