10:26 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Central Nuclear de Bushehr, Irã

    Irã ameaça limitar inspeções da AIEA às suas instalações nucleares

    © Sputnik / Valery Melnikov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    391
    Nos siga no

    O deputado iraniano Hossein Naghavi Hosseini disse que seu país poderá limitar as inspeções da AIEA às suas instalações nucleares, o que seria a quarta etapa da redução dos compromissos iranianos estabelecidos no tratado nuclear (JCPOA).

    Desta vez, o porta-voz do Comitê de Segurança Nacional do Parlamento do Irã, Hossein Naghavi Hosseini, ameaçou limitar as inspeções internacionais ao programa nuclear do país.

    "No quarto passo da redução dos compromissos do JCPOA, provavelmente imporemos limites às inspeções, o que significa que a vigilância da Agência Internacional de Energia Atômica sobre as atividades nucleares do Irã será reduzida", declarou Hosseini.

    A autoridade persa criticou as outras partes do acordo nuclear dizendo que elas não foram fiéis aos compromissos do acordo, noticiou a agência iraniana Mehr.

    "Quando a outra parte não cumpre seus compromissos, então nós não temos a obrigação de cumprir os nossos. Nós não deveremos permitir que a AIEA continue suas inspeções de acordo com o Protocolo Adicional", acrescentou Hosseini.

    Reduzir os compromissos

    Desde que os Estados Unidos abandonaram o acordo nuclear do Irã, as autoridades persas têm alertado o mundo que seu país irá reduzir os compromissos firmados pelo acordo.

    Até então, o Irã já aumentou sua produção de urânio enriquecido, implantando um maior número de centrífugas em seu programa nuclear. Contudo, Teerã tem afirmado que poderá voltar atrás.

    Mais:

    Irã afirma que está aberto a conversar com a Arábia Saudita, diz chanceler
    Irã adverte Turquia contra operação militar na Síria
    Irã revela FOTOS de kit que converte foguetes em mísseis de precisão, reporta mídia
    Tags:
    enriquecimento de urânio, inspeções, Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), programa nuclear iraniano, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar