13:06 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Fighters from the SDF. (File)

    Curdos sírios esperam que Damasco dê apoio com sistema de mísseis contra Turquia

    © AP Photo / Syrian Democratic Forces
    Oriente Médio e África
    URL curta
    17611
    Nos siga no

    O governo sírio pode implantar sistemas antimísseis no norte do país se quiser defender a região contra a operação militar da Turquia, disse o presidente do Conselho Democrático Sírio da oposição, braço político das Forças Democráticas da Síria (SDF), Riad Darar.

    O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, anunciou nesta quarta-feira o início da operação militar Fonte de Paz na Síria.

    "Se o Exército sírio quiser proteger a região, poderá instalar os sistemas de defesa aérea para apoiar o SDF", afirmou Darar ao portal egípcio Youm7. Segundo ele, os curdos estão dispostos a coordenar com o Exército sírio a defesa das fronteiras.

    "O Exército sírio é uma força militar na Síria que não conhece fronteiras, é responsável por todas as fronteiras da Síria e também é obrigado a responder às demandas do povo", insistiu Darar.

    Em 5 de outubro, Erdogan anunciou que seu país está preparando para os próximos dias uma operação no norte da Síria, a leste do rio Eufrates, para expulsar as forças curdas-sírias da fronteira turco-síria, criar uma zona de segurança e para abrigar os refugiados sírios que estão atualmente na Turquia.

    © Sputnik .
    Exército sírio avança contra os terroristas no deserto de As-Suwayda

    O porta-voz da presidência turca, Ibrahim Kalin, declarou que a operação não visa integridade territorial da Síria e só busca acabar com os curdos presentes na zona, proteger as fronteiras da Turquia e garantir o retorno seguro dos refugiados.

    Os curdos são alvos da Turquia por fazerem parte das SDF, que Ancara liga ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, na sigla em inglês), que é considerado organização terrorista na Turquia.

    Os EUA, principal aliado das milícias curdas na Síria, já deixaram claro que não apoiarão a intervenção da Turquia e não estarão envolvidos nessa operação ou manterão suas forças na região.

    Damasco não reconhece a autonomia curda no nordeste da Síria, que controla os territórios a leste do rio Eufrates, nem sua ala militar, as SDF.

    Além disso, o governo sírio rejeita o acordo turco-americano criado para coordenar operações conjuntas no norte da Síria, denunciando que mina a soberania e a integridade territorial da Síria e viola o direito internacional.

    Mais:

    Parlamentar turco sugere fechar base aérea aos EUA em resposta às ameaças de Trump à Turquia
    Putin espera que operação da Turquia na Síria não afete esforços comuns contra crise no país árabe
    Seis foguetes são disparados da Síria em direção à fronteira com a Turquia, diz agência
    Tags:
    Donald Trump, Recep Tayyip Erdogan, Estados Unidos, rio Eufrates, soberania, defesa, militares, Exército Sírio, Forças Democráticas Sírias (SDF), curdos sírios, Turquia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar