14:27 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Manifestantes contra o governo no Iraque ateiam fogo em objetos para fechar via em Bagdá no dia 5 de outubro de 2019.

    Governador de Bagdá renuncia em meio a protestos contra o governo no Iraque

    © AP Photo / Hadi Mizban
    Oriente Médio e África
    URL curta
    573
    Nos siga no

    O governador de Bagdá, Falah Al Jazairi, anunciou sua renúncia devido aos protestos de massa contra o governo no país.

    O Conselho Provincial da região votou pela adoção de sua renúncia, disse uma fonte do conselho à Sputnik neste domingo (6).

    "O governador de Bagdá renunciou ao cargo no domingo e membros do Conselho Provincial votaram a favor de sua renúncia. Os candidatos têm cinco dias para enviar suas solicitações para o cargo", disse a fonte.

    Protestos se espalharam por diversas cidades do Iraque desde o dia 1º de outubro. As manifestações foram reprimidas pelas forças de segurança do país, que usaram munição real, canhões de água e gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes.

    As manifestações pedem mudanças no governo iraquiano e adoção de medidas contra a corrupção e o desemprego. Os protestos deixaram 113 pessoas mortas em confrontos com forças de segurança e mais de 4 mil pessoas feridas.

    Neste domingo (6), o governo do premiê iraquiano Adel Abdul Mahdi anunciou uma série de medidas para atender às reivindicações dos manifestantes.

    Desde a quarta-feira (2), o governo também bloqueia a Internet em várias regiões do país com o objetivos de dificultar a organizações das manifestações. Neste domingo (6), o sinal da Internet foi parcialmente restaurado, restando o bloqueio sobre redes sociais populares no país.

    Mais:

    Iraque fecha estação de TV financiada pelos EUA por 3 meses após reportagem sobre corrupção
    Com polícia usando munição real, protestos no Iraque deixam 113 mortos
    Sob protestos sangrentos, premiê do Iraque aceita mudar governo
    Bloqueada para impedir protestos, Internet começa a voltar no Iraque
    Tags:
    Bagdá, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar