23:14 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Logotipo do WhatsApp no monitor do smartphone e computador, 25 de março de 2017

    Bloqueada para impedir protestos, Internet começa a voltar no Iraque

    © Sputnik / Nataliya Seliverstova
    Oriente Médio e África
    URL curta
    120
    Nos siga no

    Bloqueada em 2 de outubro em Bagdá e várias cidades do Iraque, a Internet foi parcialmente restaurada neste domingo (6) no país.

    Pelo menos 60% da capital iraquiana, bem como em algumas outras localidades, tiveram o sinal restaurado.

    O bloqueio se deu para mitigar a organização de manifestações que estão ocorrendo no país desde a terça-feira (1). Os confrontos com forças de segurança, que estão utilizando munição real, já mataram 113 pessoas e deixaram mais de 4 mil feridos.

    Segundo publicou a agência de notícias Waid, o bloqueio continua sobre redes sociais populares, utilizadas na organização das manifestações.

    Os manifestantes querem mudanças no governo. Além disso, exigem combate ao desemprego, à corrupção e reformas econômicas e combate à corrupção. Nenhum partido ou líder político afirmou estar por trás desses protestos.

    Neste domingo (6), o governo iraquiano anunciou uma série de medidas para atender as reivindicações, a começar com as mudanças no gabinete do premiê Adel Abdul Mahdi.

    Mais:

    Iraque fecha estação de TV financiada pelos EUA por 3 meses após reportagem sobre corrupção
    Embaixador do Irã em Bagdá ameaça atacar tropas americanas no Iraque
    Com polícia usando munição real, protestos no Iraque deixam 113 mortos
    Sob protestos sangrentos, premiê do Iraque aceita mudar governo
    Tags:
    Adel Abdul Madhi, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar