09:15 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    1275
    Nos siga no

    Moscou está disponível para se tornar parceiro estratégico de Havana no uso pacífico da energia atômica se Cuba assim decidir, disse o primeiro vice-chefe do escritório do governo russo, Sergei Prikhodko.

    O primeiro-ministro da Rússia, Dmitri Medvedev, visita Cuba nos dias 3 e 4 de outubro, com uma ampla agenda de cooperação bilateral.

    "Como informam os colegas cubanos, eles não planejam criar a indústria de energia nuclear no país. Mas se essa decisão for revisada, é claro que a Rússia estará pronta para se tornar o parceiro estratégico de Cuba nessa área", declarou Priikhodko a jornalistas, na véspera da viagem do primeiro-ministro russo. 

    Segundo o alto funcionário, o país caribenho tem tudo para avançar neste setor, "incluindo pessoal altamente treinado, físicos cubanos profissionais e engenheiros nucleares, que se formaram nas universidades soviéticas e russas".

    "Atualmente, vários projetos interessantes estão sendo discutidos sobre os chamados usos não energéticos do átomo pacífico. Especificamente, estamos falando sobre o uso da tecnologia nuclear na medicina e na agricultura", acrescentou o político russo.

    Em 2016, a agência nuclear estatal russa Rosatom e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Cuba assinaram um acordo de cooperação no uso pacífico de energia atômica à margem da Conferência Geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em Viena.

    Tags:
    Rússia, Cuba, energia nuclear, relações bilaterais
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar