00:40 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Segurança afegã patrulha cidade de Ghazni na província de Cabul, Afeganistão, 12 de agosto de 2018

    Pelo menos 32 pessoas morreram em ataques no Afeganistão no dia da eleição

    © AP Photo/ Mohammad Anwar Danishyar
    Oriente Médio e África
    URL curta
    224
    Nos siga no

    Pelo menos 32 pessoas morreram e 123 ficaram feridas em 113 ataques no Afeganistão no dia da eleição presidencial, informou a mídia nacional no sábado.

    Segundo a agência de notícias Pajhwok, o movimento islâmico Talibã assumiu a responsabilidade por pelo menos 64 ataques.

    Cidadãos afegãos votaram neste sábado para eleger o presidente do país em uma eleição com cerca de 9,5 milhões de pessoas registradas por votar.

    O Talibã informou neste sábado que o grupo tinha bloqueado o acesso aos locais de votação em algumas províncias, impedindo que os moradores locais de comparecer às urnas.

    Candidatos pró-americanos

    A presidência do Afeganistão está sendo disputada por 15 candidatos. O atual presidente do país, Ashraf Ghani e o chefe-executivo Abdullah Abdullah, são considerados os favoritos, segundo a Al-Jazeera. Os dois dividiram o poder no país ao longo dos últimos anos em um governo formado pelos Estados Unidos após denúncias de corrupção nas eleições de 2014.

    Desde outubro do ano passado, os EUA e o Talibã negociam um acordo de paz. Porém, no início de setembro, Trump cancelou um encontro com lideranças do grupo após ataques em Cabul que vitimaram um soldado dos EUA.

    Tags:
    Talibã, mortes, atentados, eleições, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar