08:43 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente do Irã, Hassan Rouhani

    'Inércia e silêncio': presidente do Irã critica ONU em encontro com Guterres

    © AP Photo / Ebrahim Noroozi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    3110
    Nos siga no

    O presidente iraniano Hassan Rouhani criticou as Nações Unidas por "inércia e silêncio" durante sua reunião com o secretário-geral da organização, António Guterres, em comunicado divulgado no site do presidente iraniano nesta quinta-feira.

    A reunião ocorreu à margem da 74ª sessão da Assembleia Geral da ONU, em Nova York.

    Rouhani criticou a organização por ficar em silêncio em meio a "agressão e terrorismo econômico" contra o Irã por parte dos Estados Unidos, bem como as ações de Israel contra palestinos, Iraque, Líbano e Síria, que Rouhani classificou como crimes.

    Além disso, o presidente iraniano detalhou sua chamada iniciativa de paz de Hormuz, com o objetivo de garantir a segurança no estreito de Hormuz e nos vizinhos golfo Pérsico e golfo de Omã. Rouhani reiterou sua disposição de trabalhar em conjunto com as Nações Unidas no assunto.

    Guterres, por sua vez, elogiou a iniciativa e reiterou seu apoio ao acordo nuclear com o Irã, que corre o risco de entrar em colapso desde a retirada unilateral dos EUA no ano passado.

    A segurança na área do estreito de Hormuz se deteriorou em junho, quando vários ataques separados envolvendo petroleiros ocorreram no golfo Pérsico e no golfo de Omã. Os Estados Unidos alegaram que o Irã estava por trás dos incidentes, aumentando sua presença militar na área, enquanto Teerã negou qualquer irregularidade.

    Além disso, Teerã abateu um drone de vigilância dos EUA sobre a área costeira de Hormozgan, provocando ameaças dos Estados Unidos.

    Mais:

    Irã diz que EUA exageram a magnitude do ataque a Saudi Aramco
    Inimigo será aprisionado e derrotado caso viole Irã, adverte major-general iraniano
    EUA impõem sanções a empresas chinesas que colaboram com Irã
    Tags:
    Golfo de Omã, Golfo Pérsico, Estreito de Ormuz, ONU, Assembleia Geral da ONU, Antonio Guterres, Hassan Rouhani, Nova York, Estados Unidos, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar