12:17 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Jamal Khashoggi

    Arábia Saudita vende prédio de consulado onde jornalista Khashoggi foi assassinado

    © AP Photo/ Hasan Jamali
    Oriente Médio e África
    URL curta
    742
    Nos siga no

    A Arábia Saudita vendeu o edifício que sediava seu consulado-geral em Istambul, onde o jornalista crítico do governo saudita, Jamal Khashoggi, foi assasinado em 2018.

    A venda teria sido realizada em agosto deste ano, conforme revelou uma fonte turca à Sputnik nesta terça-feira (17).

    “A Arábia Saudita vendeu o prédio do consulado-geral no distrito de Levent, em Istambul, em agosto. A missão diplomática será transferida para um novo prédio no distrito de Sariyer, assim que a reforma for concluída", disse a fonte.

    Khashoggi, colunista do The Washington Post e crítico das políticas de Riyadh, desapareceu em outubro de 2018 depois de entrar no consulado saudita em Istambul.

    Riade inicialmente negou qualquer conhecimento sobre o paradeiro do jornalista, mas acabou admitindo que Khashoggi foi morto e esquartejado dentro do consulado.

    As autoridades sauditas acusaram várias pessoas pelo assassinato de Khashoggi, mas negaram qualquer envolvimento da família real no assassinato.

    Mais:

    Moscou pressiona por mais velocidade nas investigações do caso Khashoggi
    Príncipe não ordenou a morte de Khashoggi, garante ministro da Arábia Saudita
    Arábia Saudita é responsável pela 'execução premeditada' de Khashoggi, diz ONU
    Trump diz estar preparado para responder a ataques contra Arábia Saudita
    Tags:
    The Washington Post, Turquia, Istambul, Riade, Arábia Saudita, Jamal Khashoggi
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar