22:36 22 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    131016
    Nos siga no

    Presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que Hamza bin Laden, filho de Osama, foi liquidado durante uma operação dos EUA.

    No sábado (14), Donald Trump confirmou a morte de um filho do fundador e líder do grupo terrorista Al-Qaeda (organização proibida na Rússia e em vários outros países). Segundo o presidente estadunidense, Hamza bin Laden foi morto durante uma operação dos EUA.

    "Hamza bin Laden, membro de alto nível da Al-Qaeda e filho de Osama bin Laden, foi morto durante uma operação antiterrorista dos EUA na região do Afeganistão e Paquistão", diz a declaração do presidente.

    "A perda de Hamza bin Laden não só privará a Al-Qaeda das importantes qualidades de liderança e da ligação simbólica com o pai dele, mas também solapará importantes ações operacionais do grupo. Hamza bin Laden era responsável pelo planejamento e operações conjuntas com vários grupos terroristas", explicou Trump.

     Osama bin Laden
    © AP Photo / File
    Osama bin Laden

    Mais cedo neste verão foram divulgadas informações sobre a eventual morte de Hamza bin Laden, mas os EUA não tinham confirmado a informação oficialmente.

    Antes, os EUA anunciaram uma recompensa de até US$ 1 milhão por informações sobre Hamza bin Laden. Contra ele foram aplicadas sanções estadunidenses. Segundo informação do Departamento de Estado dos EUA, Hamza bin Laden fazia parte da Al-Quaeda desde o ano de 2015 e apelava a ataques em vários países.

    Mais:

    VÍDEO exibe caça israelense contra-atacando 'alvos terroristas' em Gaza
    EUA adicionam 12 pessoas e organizações à lista de sanções por terrorismo
    'Faremos nossa zona segura': Erdogan acusa os EUA de favorecer 'terroristas' na Síria
    Tags:
    Donald Trump, EUA, Afeganistão, Paquistão, Osama bin Laden, Hamza bin Laden
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar