20:19 21 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, na reunião semanal de gabinete em Jerusalém, 16 de setembro de 2018

    Netanyahu afirma que pretende anexar o Vale do Jordão

    © AP Photo / Sebastian Scheiner
    Oriente Médio e África
    URL curta
    10738
    Nos siga no

    Durante uma declaração nesta terça-feira (10), o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que pretende anexar o Vale do Jordão e também a parte norte do mar Morto, caso ele seja reeleito em 17 de setembro. O premiê israelense chamou a medida de "muro de defesa".

    Netanyahu afirmou depois que os assentamentos de Israel na Cisjordânia continuarão após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, publicar seu plano de paz completo, o "acordo do século".

    "[O plano de paz dos EUA será lançado] imediatamente após a eleição. Talvez até sejam dias. É um grande desafio, também uma grande oportunidade. Uma oportunidade histórica", disse Netanyahu.

    Netanyahu fez promessas semelhantes antes da eleição anterior, em abril. Porém, o atual premiê não conseguiu formar uma aliança com outros partidos para ter a maioria do governo dentro do limite de um mês. Isso, por sua vez, levou à necessidade de novas eleições em Israel, que serão realizada no dia 17 de setembro.

    O anúncio sobre anexar partes do Vale do Jordão e da Cisjordânia vem em meio a um contexto de uma política territorial israelense que conta com o apoio do atual governo dos EUA. Washington deu apoio às aspirações de Tel Aviv sobre Jerusalém como sua capital, assim como nas ambições israelenses sobre as colinas de Golã, que Israel controla desde 1967, após a guerra dos seis dias.

    Mais:

    Ex-embaixador dos EUA estaria tentando 'destruir Estado judaico', diz filho de Netanyahu
    Netanyahu revela suposta instalação nuclear secreta do Irã e é chamado de 'mentiroso'
    Forças israelenses afirmam que mísseis disparados da Síria não atingiram Israel
    Drone militar das Forças de Defesa de Israel cai em Gaza
    Tags:
    Cisjordânia, Jordânia, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar