18:30 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    254
    Nos siga no

    O petroleiro iraniano Adrian Darya 1 parou a 45 milhas náuticas (83 km) a oeste de Trípoli, no norte do Líbano, após passar alguns dias no mar Mediterrâneo, comunica site de rastreamento de navios.

    De acordo com o Marine Traffic, o sistema de identificação automática do navio não está mostrando seu destino após sua tripulação ter listado previamente que passaram por portos na Grécia e na Turquia.

    Anteriormente, o mesmo site relatou que o navio-tanque estava navegando em direção à cidade turca de Iskenderun. Porém, o chanceler turco Mevlut Cavusoglu afirmou que o navio estava a caminho do Líbano, fato que foi negado pelas autoridades libanesas.

    Outro site de rastreamento de navios, Tanker Trackers, afirmou que o Adrian Darya 1 estava fora da costa síria no domingo (1º), tweetando que possivelmente o navio passaria por águas da Síria "para ser descarregado e para regressar ao Irã através do canal de Suez".

    A declaração no Twitter seguiu a afirmação do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, comentando que o petroleiro iraniano estava indo para Tartus, na Síria.

    Apreensão da embarcação

    O petroleiro Adrian Darya 1, anteriormente conhecido como Grace 1, foi liberado pelas autoridades de Gibraltar em meados de agosto, após um mês de detenção por suspeita de entrega de petróleo à Síria, em violação das sanções da União Europeia.

    Pouco depois da soltura, os EUA emitiram um mandado de captura para prender novamente o petroleiro por alegadamente efetuar carregamentos ilegais de petróleo para a Síria.

    No dia 30 de agosto, o Departamento do Tesouro dos EUA incluiu o petroleiro na lista de sanções por supostamente transportar mais de dois milhões de barris de petróleo, o que beneficiaria as forças de segurança do Irã.

    Membro da tripulação levanta bandeira iraniana sobre o petroleiro iraniano Adrian Darya 1, anteriormente denominado Grace 1, no estreito de Gibraltar, Espanha, 18 de agosto de 2019
    © REUTERS / Jon Nazca
    Membro da tripulação levanta bandeira iraniana sobre o petroleiro iraniano Adrian Darya 1, anteriormente denominado Grace 1, no estreito de Gibraltar, Espanha, 18 de agosto de 2019

    A série de acontecimentos ocorre em meio a uma escalada crescente de tensões entre Washington e Teerã, que têm estado em conflito desde maio de 2018, quando os EUA se retiraram unilateralmente do acordo nuclear de 2015 com o Irã e restabeleceram todas as sanções contra o país do Oriente Médio.

    Mais:

    EUA incluem navio petroleiro nas lista de sanções contra Irã
    Petroleiro iraniano finalmente deixa Gibraltar (VÍDEO)
    EUA irão tomar medidas se petroleiro iraniano tentar entregar petróleo à Síria, adverte Pompeo
    Tags:
    Estreito de Gibraltar, Irã, petroleiro, Líbano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar