04:15 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Brian Hook, representante dos EUA para o Irã após declaração sobre a criação do Grupo de Ação para o Irã

    Washington teria organizado encontros secretos sobre Irã entre Israel e EAU

    © AP Photo / Cliff Owen
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7217
    Nos siga no

    Washington teria organizado encontros secretos entre Israel e os Emirados Árabes Unidos sobre o Irã. EUA pediram para Israel e EAU atraírem outros países contra o Irã, segundo o The Wall Street Journal.

    O fortalecimento da influência iraniana no Oriente Médio tem causado preocupação entre os líderes da região. Israel e vários países árabes do golfo Pérsico intensificaram o diálogo sobre a "ameaça iraniana".

    Fontes do governo americano não identificadas revelaram ao The Wall Street Journal informações sobre recentes encontros entre Israel e os Emirados Árabes Unidos. De acordo com elas, teria sido o representante dos Estados Unidos para o Irã, Brian Hook, quem organizou tais reuniões secretas.

    A primeira teria ocorrido no primeiro semestre deste ano, enquanto a segunda foi mais recente. O local e a data certa dos encontros não foram divulgados.

    Grupo de Ação para o Irã

    Ainda segundo uma das fontes, Hook teria pedido tanto a Israel quando aos Emirados Árabes para atraírem mais países do Oriente Médio e Europa ao Grupo de Ação para o Irã.

    O Grupo de Ação seria nada mais que uma tentativa dos Estados Unidos de mudar o comportamento do Irã em coordenação com outros países. Sendo assim, Washington poderia combater as "ameaças iranianas" com a ajuda de outras nações. Os trabalhos do Grupo de Ação são coordenados por Brian Hook.

    Não é o 1º encontro

    Não é segredo que as autoridades israelenses dialogam com representantes árabes do Golfo sobre o Irã. Em fevereiro deste ano, líderes israelenses, da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes se reuniram na Conferência de Paz e Segurança no Oriente Médio em Varsóvia, Polônia.

    Além disso, o ministro das Relações Exteriores do Bahrein, Khalid bin Ahmed al Khalifa, se encontrou com seu homólogo israelense, Israel Katz, em julho passado em Washington, Estados Unidos.

    Ministro das Relações Exteriores israelense, Israel Katz, e seu homólogo de Bahrein Khalid bin Ahmed al Khalifa
    Ministro das Relações Exteriores israelense, Israel Katz, e seu homólogo de Bahrein Khalid bin Ahmed al Khalifa

    Os encontros também fazem parte da política de reaproximação de Israel com nações árabes. Tal política tem se tornado prioritária para Israel no combate contra o Irã.

    Tensões

    As relações entre os EUA e o Irã pioraram consideravelmente após Washington ter saído do acordo nuclear, em 2018. A decisão americana levou Teerã a declarar que pode abandonar os compromissos estabelecidos no acordo.

    Além disso, nos últimos meses ocorreram ataques a petroleiros no golfo Pérsico. Os EUA acusaram o Irã de estar por trás dos incidentes, algo que Teerã desmente.

    Recentemente, a diplomacia americana tem buscado reunir nações aliadas para fortalecer sua presença militar no estreito de Ormuz. Tal política tem sido criticada pelo Irã e não logrou o apoio de muitos aliados de Washington.

    Mais:

    Gibraltar avaliará qualquer tentativa dos EUA de impedir partida do petroleiro iraniano
    EUA avisam sobre 'sérias consequências' para todos que se associarem ao petroleiro Grace 1 do Irã
    Comandante do Irã afirma que Hezbollah é capaz de derrotar Israel sem ajuda de fora
    Tags:
    Grupo de Ação do Irã, Emirados Árabes Unidos, israel, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar