17:11 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Forças de segurança afegãs patrulham território após explosão ao lado do parlamento em Cabul

    Pentágono indica fracasso dos EUA ao treinar forças de lançamento aéreo afegãs

    © REUTERS / Ahmad Masood
    Oriente Médio e África
    URL curta
    2101
    Nos siga no

    Um novo relatório do Pentágono revela que as forças afegãs não receberam treinamento adequado por parte dos EUA para lançamento aéreo.

    O fato estaria relacionado à coordenação das operações de lançamento aéreo das Forças Nacionais Afegãs de Defesa e Segurança (ANDSF, na sigla em inglês).

    O relatório indica que os instrutores da OTAN não treinaram os coordenadores táticos aéreos afegãos em operações de lançamentos aéreos.

    "A incapacidade de coordenar as operações de lançamento aéreo eleva o risco de que as unidades das ANDSF, que operam em áreas sem aeródromos ou áreas de pouso para helicópteros, não recebam suprimentos críticos. Além disso, a falta de treinamento adequado para os oficiais eleva o risco de que as ANDSF tenham oficiais de lançamento aéreo desqualificados, o que resultaria em uma elevação no número de missões ar-terra malsucedidas, assim como o aumento do risco de vítimas civis", cita o relatório.

    Os responsáveis da missão Apoio Resoluto da OTAN não revelaram o motivo pelo qual o treinamento não foi realizado, contudo, concordaram em iniciar o treinamento de lançamento aéreo para as forças afegãs.

    Há muito tempo o Afeganistão está em um cenário de agitação política, onde o governo é incapaz de estabelecer o controle total sobre o território do país devido a facções terroristas, como o Talibã e o Daesh, ambas proibidas na Rússia e em muitos outros países.

    Agentes das forças de segurança afegãs, em estado de alerta, guardam o local do ataque suicida em Jalalabad, Afeganistão, 17 de janeiro de 2016
    © AFP 2019 / NOORULLAH SHIRZADA
    Agentes das forças de segurança afegãs, em estado de alerta, guardam o local do ataque suicida em Jalalabad, Afeganistão, 17 de janeiro de 2016

    Os EUA invadiram o Afeganistão em 2001, em resposta aos atentados terroristas de 11 de setembro, missão que durou até 28 de dezembro de 2014.

    Já em 2015, a OTAN iniciou uma missão para treinar as forças afegãs, entretanto, as intermináveis operações norte-americanas no Afeganistão têm tido uma eficiência limitada para o estabelecimento da paz na região.

    Mais:

    Três líderes do Talibã são mortos em ataque aéreo no Afeganistão
    Ajuda dos EUA ao Afeganistão continua caótica após US$ 83,3 bilhões gastos, diz inspetor geral
    Pompeo define data para a retirada de tropas do Afeganistão
    Tags:
    forças armadas, relatório, treinamento militar, Afeganistão, Pentágono, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar