11:19 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Partidários do presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi em uma rua de Áden, no Iêmen (arquivo).

    Iêmen: separatistas anunciam tomada de palácio presidencial em Áden

    © AP Photo / Wael Qubady
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6220
    Nos siga no

    Separatistas do sul do Iêmen afirmaram neste sábado ter tomado o controle do palácio presidencial na cidade de Áden, sede do governo internacionalmente reconhecido, do presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi, apoiado pela coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita, envolvida desde 2015 em um conflito armado contra os rebeldes houthis.

    "Assumimos o controle do palácio Ma'ashiq (que estava nas mãos) dos guardas presidenciais sem qualquer confronto", disse à AFP um funcionário do Cordão de Segurança, uma força separatista que defende a independência do Iêmen do Sul. No entanto, uma fonte militar iemenita declarou à Sputnik que a tomada do palácio teria ocorrido após três dias de confrontos com os guardas locais. 

    Foto de dentro do palácio Yamamah (palácio Ma'ashiq). Disseram-me que encontraram a foto do presidente Hadi vandalizada quando entraram.

    ​De acordo com a Reuters, os separatistas teriam capturado todos os campos militares do governo de Hadi — exilado em Riad — na cidade, embora estivessem cooperando com as forças da coalizão árabe.

    "O que está acontecendo na capital temporária de Áden, pelas mãos do Conselho de Transição do Sul, é um golpe contra instituições legítimas do Estado", afirmou o Ministério das Relações Exteriores do Iêmen por meio de nota, criticando também a atuação do movimento houthi.

    Os novos desdobramentos da crise iemenita complicam ainda mais a situação em um país mergulhado em uma profunda guerra civil há mais de quatro anos. Segundo fontes médicas citadas pela Reuters, em quatro dias de confrontos entre separatistas e forças do governo, pelo menos nove civis e mais de 20 combatentes foram mortos, enquanto a população local foi obrigada a permanecer trancada em casa com pouco acesso a água.

    Mais:

    Houthis planejam 299 ataques contra alvos no Iêmen, Arábia Saudita e Emirados Árabes
    Mídia: houthis derrubam avião de reconhecimento saudita no céu sobre Iêmen
    Houthis acusam exército do Iêmen de bombardear prédio da ONU
    EUA planejam criar coalizão para 'liberdade de navegação' em águas estratégicas do Irã e Iêmen
    Tags:
    coalizão árabe, Reuters, AFP, Oriente Médio, Riad, separatistas, houthis, Áden, Arábia Saudita, Iêmen, Abd Rabbuh Mansur Hadi
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar