14:29 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Crown Prince of Saudi Arabia Muhammad bin Salman Al Saud

    Arábia Saudita permitirá que mulheres viajem sem aprovação de 'guardião' homem

    © Sputnik/ Sergey Guneev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    721
    Nos siga no

    A Arábia Saudita permitirá que mulheres viajem para o exterior sem a aprovação de um "guardião" masculino, disse o governo nesta quinta-feira (1), pondo fim a uma restrição que provocou censura internacional e levou a tentativas extremas de fugir do reino.

    A reforma histórica modifica o antigo sistema de tutela que torna as mulheres permanentemente menores de idade e permite que seus "guardiões" — marido, pai e outros parentes do sexo masculino — exerçam autoridade arbitrária sobre elas.

    A decisão, após anos de campanha de ativistas, vem depois de tentativas de mulheres de escaparem de seus guardiões apesar de uma série de reformas, incluindo um decreto histórico no ano passado que anulou a única proibição do mundo a mulheres motoristas.

    "Um passaporte será concedido a qualquer cidadão saudita que apresentar um pedido", disse o governo em decisão publicada no jornal oficial Umm Al Qura.

    As mulheres maiores de 21 anos poderão fazer passaportes sem a "permissão obrigatória de um guardião", afirma o jornal Okaz. Elas também poderão agora serem consideradas guardiãs de menores de idade e registrar os recém-nascidos com autoridades do Estado.

    Mais:

    Trump veta proibições de transferências de armas para Arábia Saudita e outros países
    Drone houthi ataca aeroporto na Arábia Saudita
    Senado não derruba veto de Trump e EUA continuarão vendendo armas à Arábia Saudita
    Congresso dos EUA quer limitar exportações nucleares para Arábia Saudita
    Tags:
    Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar