02:37 19 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Ministério das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif

    Bolton 'envenena' Reino Unido na tentativa de arrastar Londres para 'pântano', segundo Zarif

    © AP Photo / Petr David Josek
    Oriente Médio e África
    URL curta
    16241

    O ministro iraniano Mohammad Javad Zarif, acusou neste domingo (21) o conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton, de estar por detrás de uma tentativa de arrastar Londres para um "pântano".

    "Não se enganem: tendo falhado em atrair Donald Trump para a Guerra do Século, e temendo o colapso de sua equipe, John Bolton está virando seu veneno contra o Reino Unido, na esperança de arrastá-lo para um pântano. Só a prudência e a previdência podem frustrar tais manobras", escreveu o ministro iraniano das Relações Exteriores no Twitter.

    ​Bolton declarou no início deste mês que o Irã permanecerá sob pressão até que Teerã abandone seu programa de armas nucleares e as "atividades violentas" na região.

    Também neste domingo (21), o embaixador iraniano no Reino Unido, Hamid Baeidinejad, declarou que o Irã continua mantendo sua posição e está pronto para "diferentes cenários" depois que o petroleiro britânico Stena Impero foi apreendido no estreito de Ormuz.

    "O governo do Reino Unido deve conter as forças políticas nacionais que querem escalar a tensão existente entre o Irã e o Reino Unido muito para além da questão dos navios. Isto é bastante perigoso e insensato em um momento tão sensível para a região. No entanto, o Irã está firme e pronto para diferentes cenários", escreveu Baeidinejad no Twitter.

    Por sua vez, o Ministério das Relações Exteriores britânico anunciou que poderá impor sanções diplomáticas e econômicas contra Teerã, incluindo, em particular, o congelamento dos ativos iranianos.

    Na sexta-feira (19), a Guarda Revolucionária iraniana interceptou o petroleiro britânico Stena Impero em águas territoriais iranianas, tendo escoltado o navio até o porto de Bandar Abbas. A tripulação do petroleiro, composta por 23 homens, incluindo três russos, permanece a bordo, mas o armador não a pode contatar. As autoridades iranianas disseram que a tripulação estava de boa saúde e que o petroleiro está ancorado no porto.

    Guerra dos petroleiros

    No dia 4 de julho, a relação entre o Irã e o Reino Unido se agravou depois que as autoridades de Gibraltar, com apoio de fuzileiros britânicos, detiveram e arrestaram o petroleiro Grace 1, operado por Teerã.

    O navio era suspeito de transportar dois milhões de barris de petróleo bruto do Irã para a refinaria Banyas, na Síria. Teerã nega a veracidade da informação, pedindo que libertem o petroleiro.

    Petroleiro Grace 1
    © REUTERS / Stringer
    Petroleiro Grace 1

    Cerca de uma semana depois dessa ocorrência, a imprensa noticiou que cinco pequenos navios, presumivelmente iranianos, tentaram deter um outro petroleiro britânico no estreito de Ormuz. As autoridades iranianas negam ter tentado impedir a passagem do navio britânico.

    Por sua vez, Londres informou que está discutindo com Washington a possibilidade de aumentar sua presença militar no golfo Pérsico.

    Mais:

    Irã revela incidente que motivou detenção do petroleiro britânico
    Irã apreende petroleiro britânico no Estreito de Ormuz
    Surge VÍDEO do petroleiro britânico apreendido por Teerã
    Tags:
    Estreito de Ormuz, Reino Unido, Irã, Mohammad Javad Zarif
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar