00:35 18 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Os navios iranianos fazem parte nas manobras no estreito de Ormuz (Uma foto de arquivo)

    Pentágono adverte sobre alto risco de 'conflito não intencional' com Irã

    © AFP 2019 / EBRAHIM NOROOZI / JAMEJAM ONLINE
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8927

    Em meio às crescentes tensões no estreito de Ormuz, um funcionário do Pentágono advertiu sobre o alto risco de um conflito involuntário com Teerã.

    "O potencial de erro de cálculo é alto [...] Esse tipo de atrito em uma pequena via marítima começa a aumentar a possibilidade de um conflito não intencional", disse John Rood, subsecretário da Defesa dos EUA, no Fórum de Segurança realizado neste sábado (20) em Aspen, no estado americano do Colorado.

    Rood acrescentou estar preocupado com as tensões atuais na região e com o fato de isso poder vir a se transformar em algum conflito grave, escreve Washington Examiner.

    "Eu me preocupo […] que possamos ver os iranianos dar algum passo que seria muito preocupante. Isso seria um erro grave da parte deles. Isso é algo que estamos cuidadosamente tentando evitar", declarou.

    Rood complementou que a República Islâmica pode dar esse passo intencionalmente, acidentalmente ou "interpretando mal a determinação de Washington".

    A Operação Sentinela, que Washington está desenvolvendo como um "esforço marítimo multinacional" para acabar com este tipo de ameaça, também foi citada pelo alto funcionário.

    Escalada de tensões

    A Guarda Revolucionária do Irã anunciou na sexta-feira (19) ter apreendido o petroleiro britânico Stena Impero "por este ignorar as regras e regulamentos marítimos internacionais ao cruzar o estreito de Ormuz".

    A apreensão do navio britânico ocorreu horas depois de o Supremo Tribunal de Gibraltar ter prorrogado por 30 dias a detenção do petroleiro Grace 1, operado pelo Irã, interceptado no passado dia 4 de julho pela Marinha do Reino Unido e pela polícia de Gibraltar nas águas do estreito.

    Stena Impero, petroleiro com bandeira britânica
    © REUTERS / HANDOUT
    Stena Impero, petroleiro com bandeira britânica

    O Irã chamou a interceptação do Grace 1, que alegadamente transportava petróleo bruto iraniano para a Síria (considerado uma violação das sanções da União Europeia contra Damasco), com bandeira panamenha de "um passo destrutivo" e "uma forma de pirataria".

    Mais:

    Irã apreende petroleiro britânico no Estreito de Ormuz
    Surge VÍDEO do petroleiro britânico apreendido por Teerã
    Irã revela incidente que motivou detenção do petroleiro britânico
    Tags:
    John Rood, Pentágono, Irã, Reino Unido, petroleiro, Estreito de Ormuz
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar