17:05 13 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeira do Irã

    EUA anunciam novas sanções contra o Irã

    Oriente Médio e África
    URL curta
    6310
    Nos siga no

    Os Estados Unidos aplicam novas sanções nesta quinta-feira (18) contra cinco pessoas e sete entidades ligadas ao programa nuclear iraniano e questões de não-proliferação, segundo Departamento do Tesouro dos EUA.

    "O Tesouro está tomando medidas para encerrar uma rede de aquisições nucleares iranianas que alavanca empresas de fachada baseadas na China e na Bélgica para adquirir materiais nucleares críticos e beneficiar as ambições malignas do regime. O Irã não pode reivindicar uma intenção benigna no cenário mundial enquanto compra e armazena produtos para centrífugas", disse o secretário do Tesouro, Steven T. Mnuchin, em comunicado. 

    Os bens das pessoas e entidades alvos das sanções deverão agora ser bloqueados e informados às autoridades dos EUA, informa o Departamento do Tesouro. Os alvos das sanções também não podem fazer negócio com indivíduos dos EUA ou que estejam no país do presidente Donald Trump. 

    "O governo dos EUA está profundamente preocupado com o enriquecimento de urânio do regime iraniano e outros comportamentos provocativos, e continuará a atacar todos os que apoiarem o programa nuclear iraniano", afirma Mnuchin em comunicado.

    O comunicado do Departamento do Tesouro pode ser lido na íntegra (link em inglês).

    A tensão entre Estados Unidos e Irã tem aumentado. Trump abandonou o acordo nuclear costurado com potências europeias, Rússia e China que condicionava o fim de sanções contra Teerã em troca de garantias de que o programa nuclear do país persa tenha fins pacíficos. Washington também aplicou sanções contra o Irã.

    Teerã, então, pediu ação de outros países para impedir que as sanções afetem sua economia e colocou em xeque a possibilidade de não mais obedecer os limites de enriquecimento de urânio do acordo nuclear.

    Tags:
    Irã, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar