15:37 16 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Um comboio de caminhões-tanques de combustível escoltados por um veículo do Exército dos EUA entra no Kuwait no posto fronteiriço militar de Abdaly na fronteira Kuwait-Iraque neste arquivo foto tirada em janeiro de 2006.

    Iraque é contra os EUA usarem seu território para ações hostis contra o Irã

    © AP Photo / Gustavo Ferrari
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6141

    O presidente do Iraque, Barham Salih, declarou que é contra o território de seu país ser usado pelos Estados Unidos para qualquer ação hostil contra o Irã.

    Em fevereiro passado, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse à rede CBS que os EUA mantêm sua presença militar no Iraque para seguir o comportamento do Irã.

    "Não queremos que nosso território seja uma plataforma para qualquer ação hostil contra nossos vizinhos, incluindo o Irã", afirmou Salih em entrevista à rede CNN.

    O presidente iraquiano ressaltou que os acordos entre o Iraque e os EUA não estipulam essa possibilidade.

    As tensões entre os EUA e o Irã continuam aumentando desde maio de 2018, depois que Washington se retirou do Plano de Ação Integral Conjunto (JCPOA) sobre o programa nuclear iraniano e impôs sanções unilaterais a Teerã.

    Os EUA aumentaram sua presença militar no Oriente Médio, alegando que ela busca conter o Irã e seus aliados, a quem acusa sem evidência de supostos atos de sabotagem contra petroleiros.

    Na última quinta-feira, forças iranianas derrubaram um avião espião norte-americano que fez incursões no espaço aéreo do país, perto do estreito de Hormuz.

    Na última segunda-feira, os EUA impuseram sanções aos líderes e líderes militares do Irã, bem como ao seu líder supremo, e também anunciaram que ele poderia ser estendido ao ministro de Relações Exteriores, Mohammad Yavad Zarif.

    Mais:

    Israel não permitirá que Irã obtenha armas nucleares, afirma Netanyahu
    EUA não respeitam o direito internacional, diz embaixador do Irã
    Irã condena novas sanções dos EUA apelidando Casa Branca de 'atrasados mentais'
    Tags:
    guerra, diplomacia, acordo nuclear, JCPOA, Barham Salih, Donald Trump, Estados Unidos, Irã, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar