04:43 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Situação em Idlib (arquivo)

    Rússia: Londres não verifica informações antes de comentar crise na Síria

    © Sputnik / Iliia Pitalev
    Oriente Médio e África
    URL curta
    340

    A embaixada da Rússia em Londres exige que o Reino Unido recorra à informações de fontes confiáveis ​​em suas avaliações sobre a Síria.

    "Exigimos que os representantes britânicos, assim como seus colegas ocidentais, adotem apenas informações verificadas em suas avaliações", afirmou a declaração da embaixada russa no contexto das recentes declarações britânicas.

    O documento observa que Moscou rejeita todas as acusações de ataques indiscriminados e reitera que a Rússia continua a respeitar acordos selados com a Turquia e não realiza nenhum ataque contra civis.

    "Os militares de nossos países mantêm contato constante e coordenam suas ações para evitar a escalada de violência e desestabilização nesta região síria", acrescentou o texto.

    O embaixadora britânica para ONU, Karen Pierce, em 18 de junho, acusou a Rússia de violar os acordos com a Turquia sobre a estabilização da situação na zona desmilitarizada de Idlib atacando hospitais e instalações civis.

    ​Em setembro de 2018, os presidentes da Rússia e Turquia Vladimir Putin e Recep Tayyip Erdogan, assinaram na cidade russa de Sochi um memorando e estabeleceram uma zona desmilitarizada de 15 a 20 km, controlada por tropas turcas e policiais militares russos.

    A província abriga dúzia de grupos armados de oposição ao governo de Assad, bem como membros do grupo terrorista Frente Al-Nusra.

    Tags:
    desinformação, informação, Grã-Bretanha, Rússia, Síria, Idlib
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar