17:11 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Rouhani também procurou tranquilizar a região, dizendo que o armamento em exibição é para objetivos defensivos e não representa nenhuma ameaça

    Irã anuncia medidas para redução de compromissos no âmbito do acordo nuclear

    CC BY 4.0 / Hossein Zohrevand/Agência Tasnim
    Oriente Médio e África
    URL curta
    481
    Nos siga no

    O presidente do Irã, Hassan Rouhani, alertou, em 15 de junho, que seu país continuará a suspender alguns de seus compromissos no âmbito do acordo nuclear, assinado em 2015, se o Irã não receber "sinais positivos" de outros signatários do acordo no futuro próximo.

    Teerã anunciará outras medidas para reduzir a implementação de compromissos no âmbito do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA) em 17 de junho, informou a agência de notícias Tasnim, sem especificar a fonte das informações. O anúncio será feito na Usina Nuclear de Arak, onde um método novo e mais eficaz de produção de água pesada será apresentado.

    A agência de notícias informou que o Irã anunciará a intenção de aumentar seus estoques de urânio enriquecido e água pesada, mas não especificou que outras medidas o país poderia adotar.

    A notícia foi publicada após o presidente iraniano, Hassan Rouhani, anunciar que seu país continuaria a reduzir seus compromissos relacionados ao acordo nuclear, a menos que recebesse alguns "sinais positivos" de outros signatários em relação à proteção da economia iraniana das sanções dos EUA.

    O presidente não especificou quais sinais deseja ver, mas Teerã já solicitou repetidas vezes aos signatários, especialmente aos países da UE, garantias do cumprimento do acordo nuclear e a criação de um mecanismo que permita evitar sanções norte-americanas.

    Após sair do JCPOA em 2018, os EUA impuseram sanções contra o Irã e empresas que lidam com a República Islâmica. As partes restantes do acordo nuclear com o Irã criticaram a decisão dos EUA e prometeram salvaguardar o acordo, bem como garantir que suas empresas possam continuar operando no Irã. Apesar disso, muitas empresas deixaram de trabalhar no país, temendo as sanções dos EUA.

    Mais:

    Khamenei: se o Irã quisesse armas nucleares, os EUA não poderiam fazer nada a respeito
    Putin: após criação da arma nuclear, humanidade está relativamente tranquila
    Inteligência de Israel: Irã não obterá bomba nuclear mesmo saindo de acordo nuclear
    Tags:
    acordo nuclear, JCPOA, Hassan Rouhani, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar