02:00 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Teerã

    Parlamentar iraniano: ataques a petroleiros no golfo de Omã foram incentivados pelos EUA

    © Sputnik / Vladimir Fedorenko
    Oriente Médio e África
    URL curta
    12160
    Nos siga no

    O acidente com os petroleiros no golfo de Omã foi provocado pelos Estados Unidos e tem como objetivo desestabilizar a situação na região, acusa parlamentar iraniano.

    Na quinta-feira (13), dois petroleiros foram atacados no golfo de Omã, mais precisamente nas águas entre os Emirados Árabes Unidos, Irã e Omã.

    O Departamento de Defesa dos EUA não excluiu a possibilidade de os navios terem sido atacados com torpedos ou minas. Além do mais, o Comando Central dos EUA (CENTCOM) postou um vídeo, afirmando se tratar de militares iranianos removendo uma mina não explodida de uma das embarcações que foram atacadas, o que comprovaria a culpa do Irã.

    Alaeddin Boroujerdi, que é um parlamentar iraniano que antes presidiou o Comitê de Segurança Nacional e Política Externa do parlamento iraniano, conversou com a Sputnik sobre a situação, chegando a ressaltar que incidente não é nada mais do que a continuação da política dos EUA no Oriente Médio, nos golfos Pérsico e de Omã, que visa desestabilizar a situação nessas regiões para aumentar a presença e influência norte-americanas.

    "Essas ações são muito suspeitas. Estou convencido de que a política dos EUA no golfo Pérsico, no golfo de Omã e no Oriente Médio visa criar tensão. Os EUA aplicam essa política na região nas últimas décadas", afirmou Boroujerdi, ressaltando que só os EUA saem ganhando ao acusarem Irã pelo ataque aos petroleiros.

    "Eu condeno e desminto as declarações falsas do secretário de Estado dos EUA em relação ao Irã", afirmou o parlamentar iraniano, comentando a declaração de Mike Pompeo, que acusou o Irã de ser responsável por atacar os petroleiros Kokuka Courageous e Front Altair.

    Ao mesmo tempo, o parlamentar iraniano culpou os EUA pelos acontecimentos recentes.

    "Esses incidentes foram iniciados pelos EUA, que querem tornar a região insegura para vender mais armas, criar mais bases militares e aumentar sua presença na região."

    "A política dos EUA é nítida, de outra forma por que nas últimas décadas não aconteceram sérios incidentes como esse, e agora nos tornamos testemunhas desses acontecimentos desagradáveis [...] com esses petroleiros", indagou.

    Vale ressaltar que equipes de resgate iranianas salvaram 44 tripulantes das embarcações que foram atacadas.

    Mais:

    Trump afirma que Irã agora 'respeita os EUA' exatamente por causa da política dele
    EUA aplicam novas sanções a 2 indivíduos e uma empresa no Iraque por alegadas ligações ao Irã
    Recado aos EUA: daremos 'resposta esmagadora' se formos atacados, alerta líder do Irã
    Tags:
    parlamentar, Emirados Árabes Unidos, petroleiro, acidente, Mike Pompeo, Golfo Pérsico, Golfo de Omã, Omã, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar