18:09 15 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Edifício do Departamento do Tesouro dos EUA, em Washington, 24 de janeiro de 2017

    EUA aplicam novas sanções a 2 indivíduos e uma empresa no Iraque por alegadas ligações ao Irã

    © AFP 2019 / Paul J. Richards
    Oriente Médio e África
    URL curta
    603
    Nos siga no

    Estados Unidos impuseram novas sanções contra o Irã, tendo como alvo dois indivíduos e uma entidade devido às suas alegadas ligações ao Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC, na sigla em inglês), anunciou hoje (12) o Departamento do Tesouro em um comunicado.

    O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos informou que dois cidadãos iraquianos, assim como a empresa South Wealth Resorces Company, sediada em Bagdá, estão ligados a filiais no estrangeiro da Guarda Revolucionária do Irã ou à Força Quds [uma unidade especial da Guarda Revolucionária].

    Anteriormente foi informado que os Estados Unidos enviaram o porta-aviões USS Abraham Lincoln e uma força-tarefa de bombardeiros para perto do Irã. Segundo declarou o assessor de Segurança Nacional norte-americano, John Bolton, o objetivo dessa medida é enviar uma "mensagem clara e inequívoca" a Teerã.

    No dia 15 de maio, Irã apresentou um ultimato de 60 dias à União Europeia, esperando medidas efetivas para proteger Teerã das sanções impostas pelos Estados Unidos.

    Washington abandonou o acordo nuclear, ou Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA), assinado em 14 de julho de 2015 de forma unilateral no ano passado.

    Mais:

    Presidente do Irã sugere possível negociação com EUA, se sanções forem levantadas
    Inteligência de Israel: Irã não obterá bomba nuclear mesmo saindo de acordo nuclear
    Ministro alemão vai ao Irã e diz esperar que acordo com Europa cesse chance de guerra
    Tags:
    Iraque, Irã, EUA, sanções
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar