00:46 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O líder supremo do Irã, Aiatolá Ali Khamenei fala em uma reunião em Teerã (arquivo)

    Líder do Irã afirma que presença de Trump na Casa Branca prova o 'declínio' dos EUA

    © AP Photo / Office of the Iranian Supreme Leader
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6102
    Nos siga no

    O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, declarou nesta terça-feira que a presidência de Donald Trump mostra que os Estados Unidos estão em "declínio", ao mesmo tempo em que a República Islâmica alcançou os 30 anos desde a morte de seu fundador.

    "O destino de mais de 300 milhões de humanos está nas mãos de uma pessoa com tais características, isso é um sinal do declínio político dos EUA", disse Khamenei em discurso transmitido ao vivo pela TV estatal.

    "Na própria América há muita discussão sobre sua estabilidade mental e moral", prosseguiu ele, participando de uma cerimônia no mausoléu do aiatolá Ruhollah Khomeini. "Quando tal pessoa é o presidente de um país, isso mostra o declínio político e moral daquele país".

    Irã e líderes dos EUA aumentaram a troca de farpas e insultos desde que Trump foi eleito presidente em 2016. Cumprindo suas promessas de campanha, Trump retirou os EUA em maio de 2018 do marco do acordo nuclear de 2015 entre o Irã e as principais potências mundiais e reimplantou as sanções.

    A guerra de palavras intensificou-se depois que o Corpo de Guardas Revolucionários do Irã foram designados como uma "organização terrorista", com Teerã retaliando ao declarar os EUA como "patrocinador estatal do terrorismo" e as forças de Washington na região como "grupos terroristas".

    Temores de que a guerra de palavras possa se transformar em um conflito militar aumentaram quando Washington despachou o grupo de transporte USS Abraham Lincoln, um navio de assalto anfíbio, uma bateria de mísseis Patriot e bombardeiros B-52 para a região.

    O Irã reduziu alguns de seus compromissos sob o acordo nuclear e ameaçou dar as costas a mais do acordo se não receber alívio de sanções.

    Mais:

    Porta-aviões e bombardeiro estratégico dos EUA realizaram manobras nas proximidades do Irã
    General iraniano diz que arsenal de mísseis do Irã é inegociável
    Em meio a ataques à Síria, Netanyahu adverte que Irã será 'ainda mais atingido'
    Tags:
    JCPOA, acordo nuclear, diplomacia, relações bilaterais, Aiatolá Ali Khamenei, Ruhollah Khomeini, Estados Unidos, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar