13:54 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Agentes do Corpo de Guardiões da Revoluçao Islâmica durante a parada militar anual que marca aniversário do início de guerr com o Iraque de 1980-1988, Teerã, Irã, 2015

    Comandante iraniano: guerra com Irã é situação da qual para EUA seria difícil sair

    © AFP 2019 / ATTA KENARE
    Oriente Médio e África
    URL curta
    4120
    Nos siga no

    O comandante adjunto do Exército iraniano, Hassan Seifi, disse que os americanos sensatos e os "líderes militares experientes" nos EUA não vão permitir que "elementos radicais" em Washington comecem uma guerra com o Irã, relata a agência iraniana Mehr.

    As Forças Armadas do Irã estão totalmente preparadas para defender seu país, disse Hassan Seifi à agência, explicando por que não considera possível uma guerra entre os EUA e o Irã.

    "Estamos convencidos de que os americanos sensatos e seus líderes militares experientes não permitirão que elementos radicais criem uma situação da qual será difícil sair, então eles não entrarão na guerra", explicou ele.

    A situação entre os EUA e o Irã se deteriorou significativamente ao longo do mês passado. As autoridades dos EUA impuseram duras sanções contra áreas-chave da economia do Irã e continuam aumentando a pressão através de sanções.

    Os EUA também declararam o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã (IRGC) como organização terrorista.

    Em resposta, o Irã reconheceu o Comando Central das Forças Armadas dos EUA (CENTCOM) como organização terrorista e os próprios Estados Unidos como "país patrocinador do terrorismo".

    Depois disso, o conselheiro de segurança nacional dos EUA, John Bolton, disse que os EUA estão enviando o porta-aviões Abraham Lincoln e bombardeiros para as costas do Irã. Desta forma, disse ele, Washington envia "um sinal claro e inequívoco ao regime iraniano de que qualquer ataque aos interesses dos EUA” será enfrentado com força implacável.

    Entretanto, o presidente Donald Trump disse que esperava evitar uma guerra com o Irã. O líder supremo iraniano Ali Khamenei também disse que o Irã não pretende entrar em guerra com os EUA, mas vai continuar a resistir a Washington.

    Mais:

    Ninguém na Europa quer um 2º Iraque, diz líder austríaco sobre a crise EUA-Irã
    Por que Israel não quer guerra entre EUA e Irã?
    Nova espiral de tensões entre EUA e Irã: Oriente Médio entraria em conflito de grande escala?
    Tags:
    sair, situação, guerra, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar