01:25 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Avião Airbus A300B2-203 da companhia aérea Iran Air

    EUA avisam companhias aéreas que podem derrubar aviões 'por engano' no golfo Pérsico

    CC BY 2.0 / Curimedia / Airbus A300B2-203 Iran Air EP-IBV
    Oriente Médio e África
    URL curta
    21518
    Nos siga no

    Em uma lembrança assustadora da queda do voo 655 da Iran Air por um míssil norte-americano, um aviso da Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA, na sigla em inglês) disse que aeronaves civis sobrevoando o golfo Pérsico e o golfo de Omã estão atualmente em risco de "erros de cálculo ou erros de identificação".

    Um Aviso aos Militares Aéreos (NOTAM) publicado pela FAA na noite de quinta-feira informou que o risco se origina de "atividades militares intensificadas e aumento das tensões políticas" na área. Aviões que operam na região também podem "encontrar interferência de GPS inadvertida e outras interferências de comunicação", destacou o alerta.

    A tensão na proximidade do Irã ocorre quando os EUA mobilizaram ativos militares adicionais na região, incluindo um grupo de ataque de porta-aviões e uma bateria de mísseis antiaéreos Patriot. Washington disse que foi uma resposta a uma ameaça indefinida apresentada pelas forças iranianas. Os EUA também retiraram pessoal não essencial das missões diplomáticas no Iraque. A demonstração de força teria sido provocada pela inteligência fornecida por Israel.

    Para alguns, o alerta da FAA pode trazer de volta a lembrança sombria do incidente de 1988, em que um destroier de mísseis guiados norte-americanos derrubou um avião iraniano, matando 290 pessoas a bordo. O incidente aconteceu dois meses depois que os Estados Unidos afundaram uma fragata iraniana e uma canhoneira em retaliação a um incidente alguns dias antes, no qual um navio de guerra dos EUA atingiu uma mina iraniana.

    Washington disse que a tripulação do USS Vincennes identificou erroneamente o voo 655 da Iran Air para um avião de guerra tentando atacar o navio de guerra e agiu em legítima defesa. O governo rejeitou as acusações de que membros do serviço militar dos EUA haviam agido de forma imprudente, com o presidente George H.W. Bush fazendo uma declaração infame: "Eu nunca vou pedir desculpas pelos Estados Unidos. Eu não me importo com o que os fatos são […] Eu não sou um tipo de desculpas pela América".

    Os EUA pagaram indenização às famílias das vítimas, mas nunca aceitaram responsabilidade legal ou pediram desculpas a Teerã.

    Mais:

    Bahrain pede que seus cidadãos deixem o Irã e o Iraque 'imediatamente'
    EUA querem conversar enquanto 'seguram uma arma' contra nós, diz oficial do Irã
    Irã apela à milícia do Iraque para estar pronta para 'guerra por procuração', diz mídia
    Tags:
    patriot, diplomacia, ameaça, guerra, ataque aéreo, relações bilaterais, FAA, Iran Air, George H. W. Bush, Golfo de Omã, golfo Pérsico, Estados Unidos, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar