12:25 18 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    O retrato de Abu Bakr al Baghdadi

    Líder da Daesh, al-Baghdadi, pode estar vivo no Afeganistão

    CC BY 2.0 / thierry ehrmann / Abu Bakr al Baghdadi, painted portrait
    Oriente Médio e África
    URL curta
    310
    Nos siga no

    O líder do Daesh, Abu Bakr al-Baghdadi, estaria supostamente escondido em uma região distante do Afeganistão, afirma o The Sun, citando o especialista em segurança Zaid Hamid, co-fundador do think tank Tank BrassTacks.

    A especulação sobre o paradeiro do famoso terrorista foi feita depois que um vídeo de propaganda com o líder do Daesh foi publicado na internet.

    "Observe o estilo da roupa de cama e dos travesseiros… ele já está no Afeganistão", apontou Zaid Hamid, sugerindo ainda que al-Baghdadi estaria na província de Khorasan.

    Bandeiras da Rússia e da Síria no convés do porta-aviões russo Admiral Kuznetsov no Mediterrâneo
    © Sputnik / Serviço de Imprensa da Frota do Norte/Andrey Luzik/USO EDITORIAL
    No dia 29 de abril, numerosos meios de comunicação informaram que Abu Bakr al-Baghdadi fez sua primeira aparição após cinco anos de ausência. Em um vídeo, publicado na internet, ele reconhece a derrota dos combatentes do grupo terrorista Daesh na batalha por Baghouz, ocorrida no mês passado.

    O vídeo foi supostamente filmado no início de abril, no entanto, a autenticidade do vídeo em si ainda está para ser verificada. Mais cedo, o porta-voz do Exército dos EUA, coronel James Rawlinson, disse à Sputnik que a coalizão liderada pelos EUA está trabalhando para confirmar a autenticidade do vídeo.

    Nos últimos anos, a morte de Baghdadi foi relatada em diversas ocasiões. No entanto, o líder terrorista ressurgiu mais uma vez.

    Em junho de 2017, o Ministério da Defesa da Rússia comunicou que Baghdadi poderia ter sido morto após um ataque das Forças Aeroespaciais russas em 28 de maio daquele ano, nos subúrbios ao sul de Raqqa, na Síria. No entanto, uma alegada gravação de áudio de Baghdadi surgiu mais tarde em 2017, provocando novas dúvidas sobre se o líder terrorista estaria vivo ou morto.

    Mais:

    Coalizão liderada pelos EUA afirma que al-Baghdadi está vivo
    Como um pequeno erro de al-Baghdadi quase causou a destruição do Daesh
    Moscou está cética em relação à alegada captura americana de al-Baghdadi
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar