06:11 23 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Membros do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica iraniano (foto de arquivo)

    Alto funcionário da Guarda Revolucionária iraniana: EUA 'não se atreverão' a atacar Teerã

    © AP Photo / Vahid Salemi
    Oriente Médio e África
    URL curta
    11191
    Nos siga no

    Em meio a tensões crescentes entre os EUA e o Irã, um alto funcionário da Guarda Revolucionária iraniana declarou que Terão considera os EUA um parceiro pouco confiável e não planeja realizar negociações com os norte-americanos.

    O vice-chefe para assuntos políticos do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã (IRGC na sigla em inglês), Yadollah Javani, disse que Washington "não se atreverá a desencadear uma ação militar" contra o Irã.

    "Não haverá conversações com os americanos. Eles não se atreverão a tomar medidas militares contra nós. Nossa nação [...] considera os EUA pouco confiáveis", disse ele, citado pela agência Tasnim.

    Recentemente, quando se assinalou um ano da retirada dos EUA do acordo nuclear, o Irã anunciou o término da implementação de uma série de pontos do Plano de Ação Conjunto Global (JCPOA na sigla em inglês) sobre o programa nuclear iraniano.

    Em particular, Teerã indicou que interromperia as modificações no reator da usina nuclear de Arak, destinadas a impedir a produção de plutônio para uso militar.

    Na quinta-feira (9), o presidente dos EUA, Donald Trump, apelou às autoridades iranianas para discutir a cessação do programa nuclear iraniano. Além disso, ele sublinhou que não pode excluir uma confrontação militar devido às crescentes tensões entre os dois países.

    Mais:

    Macron: se Irã abandonar acordo nuclear será culpa dos EUA
    Mídia: porta-aviões dos EUA fica cerca de 2000 quilômetros do Irã
    Tags:
    tensões, Corpo de Guardas da Revolução Islâmica (IRGC), Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, EUA, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar