11:43 23 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Avião Su-34 levanta voo na base aérea de Hmeymim, Síria

    Grupos armados atacam base russa de Hmeymim na Síria

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8158

    A base aérea russa de Hmeymim na Síria foi atacada duas vezes nas últimas 24 horas por grupos armados usando lançadores múltiplos de foguetes, informou o chefe do Centro Russo de Reconciliação das partes em conflito, Viktor Kupchishin.

    Segundo ele, o bombardeio começou na noite de 6 para 7 de maio e continuou na manhã de hoje (7). O ataque foi realizado a partir do leste, ou seja, dos territórios controlados pelos terroristas da Frente al-Nusra (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países).

    "No total, foram disparados 36 foguetes. Os militantes realizaram o controle do fogo com o uso de um VANT", observou.

    No entanto, o chefe do centro afirmou que as forças de defesa antiaérea repeliram os ataques, adicionando que o bombardeio não causou vítimas ou danos à base militar.

    Todos os pontos de lançamento de foguetes dos terroristas foram detectados e destruídos pela aviação da Força Aeroespacial da Rússia que atuou em conjunto com o Exército sírio, acrescentou Kupchishin.

    Além disso, ele indicou que a situação na zona de descalada de Idlib piorou drasticamente. O número de violações do cessar-fogo pelos grupos que operam na região está crescendo.

    Durante a última semana, os militares aumentaram os bombardeios de localidades no norte da província de Hama, de Aleppo e nas montanhas de Latakia. Além disso, os grupos militantes fazem numerosas tentativas sem sucesso de atacar as posições do Exército sírio.

    Mais:

    Exército da Síria repele ataque em Aleppo e mata 15 militantes
    Forças Democráticas da Síria continuam recebendo armas dos EUA
    Síria condena tentativa de golpe na Venezuela
    Míssil atinge tanque das Forças Armadas da Síria (VÍDEO)
    Tags:
    defesa antiaérea, base aérea, foguetes, ataques, grupos armados, Frente al-Nusra, Centro Russo de Reconciliação, Hmeymim, Rússia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar