20:41 21 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Resultado de um dos ataques com mísseis lançados por Israel na Faixa de Gaza

    EUA condenam ataque do Hamas contra Israel

    © Sputnik / Ahmed Abed
    Oriente Médio e África
    URL curta
    736

    O Departamento de Estado dos Estados Unidos condenou um recente ataques contra Israel e pediu às partes responsáveis a agressão seja interrompida imediatamente.

    "Os Estados Unidos condenam veementemente a contínua barragem de ataques com foguetes do Hamas e da Jihad Islâmica Palestina de Gaza contra civis inocentes e suas comunidades em todo o território israelense. Conclamamos os responsáveis ​​pela violência a cessar imediatamente essa agressão. Apoiamos Israel e apoiamos plenamente seu direito de autodefesa contra esses ataques abomináveis", disse a porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Morgan Ortagus, em um comunicado divulgado na noite deste sábado (4).

    O comunicado acrescenta que, como observado na Assessoria de Viagem do Departamento de Estado, os cidadãos americanos devem "ter cautela e permanecer alertas a situações de emergência" na área.

    As tensões na Faixa de Gaza aumentaram neste sábado (4), após militares israelenses detectarem dezenas de foguetes disparados da região. As Forças de Defesa de Israel (FDI) retaliaram atacando o Hamas e outros alvos.

    Ao final deste sábado (4), Israel afirmou que detectou nas últimas 24 horas pelo menos 250 foguetes disparados de Gaza.

    Mais:

    Israel ataca 30 alvos do Hamas na Faixa de Gaza (FOTOS, VÍDEOS)
    Israel ataca posições do Hamas em resposta a lançamento de foguetes desde Gaza (VÍDEOS)
    Hamas ameaça: 'Israel será forçado a evacuar Tel-Aviv se iniciar guerra em Gaza'
    Crítica de Haddad à 'explosão' de Flávio Bolsonaro contra Hamas gera aviso a palestinos
    Tanques israelenses atacam postos do Hamas em Gaza após míssil palestino
    Tags:
    conflito israel palestina, Departamento de Estado dos EUA, Jihad Islâmica Palestina, Forças de Defesa de Israel (FDI), Morgan Ortagus, Palestina, Faixa de Gaza, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar