14:57 22 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Navio iraniano lança míssil no estreito de Ormuz

    Kuwait condena ameaças do Irã de fechar estreito de Ormuz

    © AFP 2019 / Ebrahim Noroozi / Jamejamonline
    Oriente Médio e África
    URL curta
    428

    Khaled Jarallah, vice-ministro das Relações Exteriores do Kuwait, manifestou preocupação com as ameaças iranianas de fechar o estreito de Ormuz.

    "Estamos preocupados com essas ameaças e estamos sempre tentando evitar as tensões em nossa região", disse Jarallah neste domingo, segundo a agência de notícias KUNA.

    Na semana passada, o chefe da Força da Marinha da Guarda Revolucionária Iraniana, Alireza Tangsiri, disse que o Irã fecharia o estreito de Ormuz, se os navios do país não conseguirem trafegar pela região, informou a agência de notícias Fars.

    A declaração foi feita em meio a crescentes tensões entre Teerã e Washington. Assim, no início de abril, os EUA declararam a Guarda Revolucionária Iraniana como uma organização terrorista. A República Islâmica, por sua vez, designou o Comando Central dos EUA (CENTCOM) como terrorista.

    O estreito de Ormuz, localizado entre o golfo Pérsico e o golfo de Omã, é considerado um dos pontos de tráfego marítimo mais importantes do mundo para o comércio mundial de petróleo. Mais de 18 milhões de barris de petróleo passam pela hidrovia todos os dias, respondendo por 30% das remessas mundiais de petróleo por mar, de acordo com a Administração de Informações de Energia dos EUA.

    O comércio iraniano de petróleo foi duramente afetado pela decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de retirar-se do acordo nuclear com o Irã.

    Mais:

    Irã sugere abandono de tratado de não proliferação nuclear em meio a sanções dos EUA
    Putin põe em dúvida estratégia dos EUA de levar exportações de petróleo do Irã a zero
    Trump e Abe confirmam intenção de acabar com importações de petróleo do Irã
    Arábia Saudita, Qatar e Emirados Árabes devem sua existência ao Irã, diz Rouhani
    Inflação e desaceleração: como fim de isenções de sanções ao Irã afetaria mercado global?
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar