10:22 17 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Navio iraniano lança míssil no estreito de Ormuz

    Teerã promete enfrentar países que impeçam exportação petrolífera pelo estreito de Ormuz

    © AFP 2019 / Ebrahim Noroozi / Jamejamonline
    Oriente Médio e África
    URL curta
    14382

    O chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas iranianas, general Mohammad Bagheri, disse que o Irã não permitirá que outros países exportem seu petróleo através do estreito de Ormuz se Teerã for proibido de fazê-lo.

    Neste domingo (28), o chefe militar iraniano disse que as forças armadas de seu país garantem a segurança no estreito e querem que a área permaneça aberta e segura, comunica a agência Tasnim.

    "Se alguém minar a segurança no estreito de Ormuz, vamos certamente enfrentá-lo e, se o nosso petróleo bruto não for transportado através do estreito de Ormuz, o petróleo de outros [países] também definitivamente não passará pelo estreito de Ormuz", declarou durante coletiva de imprensa.

    O alto responsável militar especificou que a medida não significaria bloquear o estreito e que as autoridades do país não têm planos de fechá-lo, a menos que "não tenham outra opção".

    Recentemente, o ministro das Relações Exteriores da República Islâmica, Mohammad Javad Zarif, disse que o Irã continuará a "usar o estreito de Ormuz como um ponto de trânsito seguro para a venda do seu petróleo", mas que os EUA, caso tentem impedir isso, "devem estar preparados para as consequências".

    No dia 22 de abril, o governo dos EUA anunciou novas medidas, que serão aplicadas a partir do dia 2 de maio, para impedir as exportações de petróleo iraniano. A meta é "reduzir a zero as exportações de petróleo do Irã" e, dessa forma, atingir a principal fonte de rendimento da República Islâmica.

    Mais:

    Guarda Revolucionária do Irã realiza fase principal de exercícios no estreito de Ormuz
    Irã ameaça fechar estreito de Ormuz responsável pelo trânsito de 20% do petróleo mundial
    Parlamentar do Irã: bloquear estreito de Ormuz é uma das opções contra sanções dos EUA
    Tags:
    petróleo, Estreito de Ormuz, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar