05:57 23 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Aviões da Força Aeroespacial da Rússia na base de Hmeymim, Síria

    'Defensora de soluções políticas': ativista indica papel da Rússia no Oriente Médio

    © Foto/ Ministério da Defesa da Rússia
    Oriente Médio e África
    URL curta
    280
    Nos siga no

    A Rússia deve desempenhar no Oriente Médio um papel estabilizador e defender as soluções políticas para a resolução de conflitos.

    Tal opinião foi expressa em entrevista à Sputnik por Abdelkarim al-Harouni, um dos líderes do popular partido islâmico An-Nahda da Tunísia.

    "A Rússia mantém estreitas relações com Estados islâmicos e árabes, o que lhe dá a chance de desempenhar um papel positivo na região. Contudo, ao mesmo tempo ela não deve se envolver em conflitos ou guerras, o que a tornará em uma das partes desses conflitos", disse o interlocutor da agência.

    Nessa conexão, o especialista especificou que a atividade e o apoio da Rússia podem se tornar o fator mais significativo para a paz no Oriente Médio.

    "Nós esperamos da Rússia que ela desempenhe o papel de defensora das soluções políticas, o que contribuirá para a estabilidade do mundo árabe e islâmico", acrescentou.

    Já há muitos anos que vários países do Oriente Médio são campos de batalha entre diversas forças. Por exemplo, a Síria está em estado de guerra civil desde 2011, com as forças do governo lutando contra numerosos grupos armados da oposição e organizações terroristas. A Rússia, juntamente com a Turquia e o Irã, é um garante do regime de cessar-fogo na Síria, fornecendo também ajuda humanitária constante para os moradores do país devastado pela crise.

    Mais:

    Acordo EUA-Rússia e Oriente Médio em guerra? Decifradas profecias de Nostradamus para 2019
    Força Aérea americana implanta caças F-35A pela 1ª vez no Oriente Médio
    Análise: estratégia de Trump em Golã é prognóstico de conflito grandioso no Oriente Médio
    Tags:
    conflitos regionais, decisão, estabilidade, política, confrontos, Oriente Médio, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar