19:42 21 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Veículo blindado (imagem referencial)

    Veículo de combate incomum com chassi atípico é visto na Líbia (FOTOS)

    CC0 / Pixabay
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 30

    Ambos os lados do conflito na Líbia sofrem um déficit de veículos blindados, tentando não apenas reativar os veículos antigos do exército de Muammar Kadhafi, mas também elaborar algo novo, informa o portal Russkoe Oruzhie.

    Como indica o portal, em fotos que apareceram nas redes se pode ver um veículo de combate incomum do Governo de Unidade Nacional (GNA), liderado por Fayez al-Sarraj e sediado em Trípoli, que combate as tropas do Exército Nacional da Líbia (LNA), comandado pelo marechal Khalifa Haftar.

    Líbia — duas (uma em particular) criações muito interessantes das oficinas do GNA

    Este veículo, construído por engenheiros locais, foi criado com base em uma modificação do chassi multiusos com lagartas MT-LBu. O MT-LBu tornou-se na base de vários veículos especiais, incluindo o material de unidades de artilharia equipadas com obuseiros autopropulsados 2S1 Gvozdika de 122 mm e 2S3 Akatsiya de 152 mm.

    Líbia usou veículo blindado MT-LBu armado com um canhão antiaéreo romeno de 30 mm M1980, Sirte, Líbia

    Como resultado da modificação, no teto foi instalado um canhão automático duplo de 30 mm M1980, de fabricação romena. De acordo com o artigo, a cadência de tiro do M1980 pode ser de até 500 tiros por minuto e seu alcance é de até 3.500 metros. Este canhão não encontrou grande divulgação no mundo e por isso não é muito bem conhecido. A Líbia comprou um lote de tais sistemas nos anos 80.

    Mais:

    Exército de Haftar sofre perdas: teria sido captada FOTO do seu primeiro tanque destruído
    Divulgado VÍDEO de ataque com míssil contra tanque T-34 no Iêmen
    Divulgada 1ª FOTO da versão modernizada do tanque Abrams
    Tags:
    modificações, veículo, GNA, LNA, Fayez al-Sarraj, Khalifa Haftar, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar