13:37 19 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Soldado do Exército Nacional da Líbia (LNA), comandado pelo marechal Khalifa Haftar, 7 de abril de 2019

    Escalada de violência na Líbia deixa 147 mortos

    © REUTERS / Esam Omran Al-Fetori
    Oriente Médio e África
    URL curta
    314

    Número de mortos após novos confrontos na Líbia entre o Exército Nacional Líbio (LNA), liderado pelo marechal de campo Khalifa Haftar, e as forças leais ao Governo de Acordo Nacional (GNA) apoiadas pela ONU, aumentou para 147, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS).

    Anteriormente o número de vítimas após o aumento das tensões no país do Norte da África estava em 121, enquanto o número de feridos chegou a 561, segundo dados da OMS.

    "A #LibyaCrisis agora tem 147 mortos e 614 feridos. A OMS implantou equipes cirúrgicas para apoiar os hospitais da área de Trípoli, enquanto lidam com o fluxo de casos de trauma", escreveu no Twitter o escritório da organização na Líbia.

    A situação política e de segurança na Líbia tem sido instável desde a revolução de 2011, pois o país segue dividido entre duas autoridades, com a decisão do parlamento apoiado pelo LNA no controle do Leste da Líbia e o GNA controlando o Oeste do país.

    O confronto entre os dois governos aumentou perigosamente em 4 de abril, quando as forças de Haftar anunciaram uma inesperada ofensiva contra Trípoli.

    Mais:

    Governo do Acordo Nacional acusa forças de Haftar de atacar escola na Líbia
    WSJ: Arábia Saudita teria financiado ofensiva de Haftar contra governo da Líbia
    Egito teria concentrado centenas de tanques na fronteira com Líbia (FOTOS)
    EUA retiram contingente da Líbia por motivos de segurança (VÍDEO)
    Tags:
    Conflito na Líbia, OMS, ONU, LNA, GNA, Trípoli, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar