09:29 23 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Militares americanos no Iraque, foto de arquivo

    Irã apela ao Iraque para expulsar forças americanas 'o mais rápido possível'

    © AP Photo / Jim MacMillan
    Oriente Médio e África
    URL curta
    7200
    Nos siga no

    O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, apelou ao primeiro-ministro iraquiano para que expulse as forças americanas, visto que Washington continua buscando pretextos para manter-se lá depois de uma presença de 16 anos devastadores e centenas de milhares de vidas perdidas.

    "O objetivo dos EUA no Iraque está além da mera presença militar […] Eles estão atrás de interesses de longo prazo, bem como de estabelecer um governo como os governos militares que se formaram após a ocupação do Iraque", disse o aiatolá Ali Khamenei ao primeiro-ministro do Iraque Adil Abdul-Mahdi durante seu encontro em Teerã.

    "O governo iraquiano deve fazer algo [para] que as forças militares americanas deixem o Iraque o mais rápido possível", disse ele, citado pelo canal de televisão Press TV.

    Enquanto os legisladores iraquianos estão alegadamente discutindo um projeto de lei que exige a retirada completa dos militares americanos, Washington se recusa a deixar o país, declarando que, sem sua presença, o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia) inevitavelmente ressurgiria — e que o Iraque é um recurso crucial dos EUA para "monitorar" o Irã.

    Khamenei avisou o premiê iraquiano para ter cuidado com os verdadeiros objetivos de Washington. "A retórica dos EUA e da Arábia Saudita sobre o Iraque é diferente de suas reais intenções", sublinhou ele.

    "Eles canalizaram dinheiro, armas e equipamentos ao Daesh em um momento em que [os terroristas] ocuparam Mossul e agora, quando o Iraque venceu o Daesh, eles estão falando palavras amigáveis", afirmou o líder iraniano.

    Com a ascensão do Daesh, os EUA enviaram suas forças ao Iraque, depois eles "quase" retiraram suas tropas em 2011. Por enquanto, Washington pretende manter indefinidamente cerca de 5.200 militares no Iraque.

    Mais:

    'Trabalho não acabou', diz ministra da França sobre luta contra o Daesh no Iraque
    Turquia anuncia ter liquidado 7 terroristas no norte do Iraque
    Tags:
    presença militar, Daesh, Irã, Iraque, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar