10:19 04 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    322
    Nos siga no

    A missão de observação do Conselho da Europa nas eleições locais da Turquia disse não estar "totalmente convencida" de que os turcos tiveram um "ambiente eleitoral livre e justo".

    Andrew Dawson, que liderava a missão, pediu ao governo que respeite os resultados das urnas, especialmente nas províncias predominantemente curdas. Desde 2016, o governo substituiu autoridades eleitas por curadores em 95 municípios por supostas ligações com militantes curdos ilegais.

    Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan
    © AFP 2020 / Escritório de imprensa do presidente turco
    O Conselho da Europa reconheceu as preocupações de segurança em solo turco, mas disse que a definição do governo de terrorismo não era consistente com os padrões europeus, especialmente quando se trata de partidos políticos curdos, como o HDP (Partido Democrático dos Povos).

    Dawson afirma que "nós não aceitamos afirmações que assumam que todo prefeito do HDP é ou poderia ser um terrorista ou tem conexões terroristas". O observador eleitoral europeu também elogiou o público turco pela alta taxa de participação de 84% no pleito eleitoral e chamou isso de um "sinal saudável de interesse democrático".

    Mais:

    Turquia testa canhão eletromagnético gigante (FOTOS, VÍDEO)
    Turquia comenta declarações americanas sobre cooperação com Venezuela
    Turquia pode optar pelos Su-35 russos se os EUA não enviarem os F-35 prometidos
    Tornado na Turquia quis arrastar guarda-sol e acabou levando homem às alturas
    Tags:
    Recep Tayyip Erdogan, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar