02:39 25 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Salman Bin Abdulaziz Al Saud, rei da Arábia Saudita

    Rei saudita rejeita decisão americana sobre estatuto das Colinas de Golã

    © Foto : Ministério da Defesa da Rússia
    Oriente Médio e África
    URL curta
    6242

    A Arábia Saudita, bem como muitos outros países, denunciou recentemente a decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de reconhecer a soberania israelita sobre as Colinas de Golã.

    O rei saudita, Salman bin Abdulaziz Al Saud, deixa claro que o reino "rejeita absolutamente" qualquer medida que possa prejudicar a soberania síria sobre este território. Falando em uma reunião da Liga Árabe na Tunísia, ele reiterou mais uma vez a posição do país quanto a outros territórios disputados, como a Faixa de Gaza e Jerusalém Oriental, expressando seu apoio ao estabelecimento de um Estado palestino.

    A mesma posição foi expressa pelo presidente tunisino, que sublinhou que a cúpula deveria destacar a importância da criação de um Estado palestino para alcançar a estabilidade regional.

    Recentemente, o ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, Ibrahim Al-Assaf, divulgou a posição do seu país sobre as Colinas de Golã, rejeitando a decisão dos EUA de reconhecer a soberania de Israel sobre este território. A área, disputada tanto pela Síria quanto por Israel, foi conquistada por este último durante a Guerra dos Seis Dias de 1967 e formalmente anexada em 1981.

    Alguns dos países participantes da cúpula da Liga Árabe, assim como diversos países membros da UE, têm denunciado a posição dos EUA, enfatizando que isso viola o direito internacional, incluindo a respectiva resolução da ONU. Em 2018, depois que Israel organizou eleições locais na área em 30 de outubro, a Assembleia Geral da ONU adotou uma resolução instando Israel a retirar imediatamente suas forças do território.

    Mais:

    Será possível guerra pelas Colinas de Golã com participação do Irã?
    Síria pede que ONU realize reunião de emergência sobre Colinas de Golã
    EUA não têm fundamento legal para mudar status das Colinas de Golã, afirma professor
    Tags:
    estatuto, Liga Árabe, EUA, Colinas de Golã, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar