20:13 16 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Soldados de Israel nas Colinas de Golã, 6 de setembro de 2016

    Síria pede que ONU realize reunião de emergência sobre Colinas de Golã

    © AFP 2019 / JALAA MAREY
    Oriente Médio e África
    URL curta
    10162

    A Síria pediu uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) nas colinas de Golã, depois que os Estados Unidos decidiram reconhecer a soberania de Israel naquele território.

    Segundo a agência de notícias AFP, a França, que preside o Conselho de Segurança em março deste ano, deve marcar uma data para realizar essa reunião.

    O documento, que tem sido amplamente considerado como uma forma de impulsionar a tentativa de reeleição de Netanyahu antes das eleições parlamentares de 9 de abril em Israel, já foi condenado pelo Irã, Rússia, Síria, Turquia e outros países.

    Importantes aliados dos EUA, como a França, a Alemanha e o Reino Unido, também se recusaram a apoiar a reviravolta do país em sua política para o Golã, uma vez que vai contra uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.

    As Colinas de Golã foram ocupadas por Israel durante a Guerra dos Seis Dias em 1967. Quatorze anos depois, o parlamento israelense proclamou unilateralmente a soberania sobre o território. Em 17 de dezembro de 1981, o Conselho de Segurança da ONU declarou as ações de Israel como "nulas e sem efeito legal internacional".

    Em 2018, a Assembleia Geral da ONU adotou uma resolução recomendando Israel a retirar imediatamente suas tropas depois que o país organizou eleições locais em 30 de outubro.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar