06:45 25 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Fumaça se espalha durante confrontos entre as tropas iraquianas e Forças de Mobilização Popular contra o Daesh en Tal Afar, Iraque, agosto de 2017

    Trump promete que EUA lutarão contra Daesh 'sempre que o grupo operar'

    © REUTERS / Thaier Al-Sudani
    Oriente Médio e África
    URL curta
    702

    Um dia depois do Pentágono anunciar vitória sobre o Daesh, o presidente dos EUA, Donald Trump, prometeu que Washington permaneceria "vigilante" para combater o grupo terrorista.

    O presidente dos EUA, Donald Trump, declarou mais uma vez que 100% da Síria e do Iraque foram libertados do grupo terrorista Daesh*. No entanto, ele afirmou que Washington permaneceria vigilante contra o grupo terrorista e o combateria até que fosse finalmente derrotado.

    Na véspera, a mesma informação foi declarada pela porta-voz da Casa Branca Sarah Sanders, que disse que todo o território da Síria foi "100% libertado" de mãos terroristas, observando que o presidente dos EUA foi informado sobre o assunto pelo  secretário Patrick Shanahan enquanto o líder americano estava a caminho da Flórida no Air Force One.

    No entanto, pouco depois do anúncio, as Forças Democráticas da Síria (FDS), composta por curdos apoiada pelos EUA, declarou que o ​​combate para livrar Baghuz de terroristas continua. O representante sírio na ONU também lançou dúvidas e chamou a declaração de "blefe".


    * Daesh (também conhecido como Estado Islâmico) é um grupo terrorista proibido na Rússia e em vários outros países.

    Tags:
    Casa Branca, Forças Democráticas da Síria, Donald Trump, Baghuz, Síria, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar