05:04 19 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Destróier iraniano Jamaran no Golfo Pérsico (foto de arquivo)

    Irã demonstra seu novo destróier durante exercícios navais

    © AFP 2019 / EBRAHIM NOUROZI
    Oriente Médio e África
    URL curta
    8271

    O novo destróier iraniano mostrado durante exercícios navais pode lançar mísseis de cruzeiro subaquáticos.

    O Irã não apenas deu a conhecer seu novo submarino de fabricação nacional como também um novo destróier, ambos fizeram parte das grandes manobras militares realizadas pelo país na região do golfo Pérsico, segundo o jornal The Times of Israel.

    Os iranianos anunciaram recentemente o lançamento do submarino Fateh, o primeiro submarino nacional do país, além de ser o primeiro capaz de disparar mísseis de cruzeiro.

    Já o destróier Sahand tem 96 metros de comprimento, uma velocidade de 46 quilômetros por hora e dispõe de um heliponto. Além disso, a embarcação é equipada com mísseis terra-terra e terra-ar, bem como baterias antiaéreas, radar sofisticado e capacidade furtiva, segundo a TV estatal.

    "O exercício continuará confrontando diversas ameaças, testando armamentos e elevando a disponibilidade de equipamento e pessoal", afirmou o chefe da Marinha iraniana, almirante Hossein Khanzadi, ressaltando que os treinamentos servem para aperfeiçoar a prática de tiro e "habilitar as tropas para um confronto real".

    As manobras Velayat 97 mostrarão os submarinos iranianos, bem como helicópteros e drones, afirmou o almirante.

    Vale ressaltar que o estreito de Ormuz é uma rota internacional de trânsito, usada frequentemente pelas forças americanas, tendo sido palco no passado de frequentes encontros tensos entre elas e as forças iranianas.

    Mais:

    Agência da ONU contradiz EUA e diz que Irã segue acordo nuclear descartado por Trump
    Irã revela novo Fateh, submarino fabricado em solo nacional (VÍDEO)
    Irã e União Europeia chegam a acordo para driblar sanções dos EUA
    Tags:
    exercício naval, Marinha, destróier, navio, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar