14:03 16 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu (Foto de aquivo)

    Opositor acusa Netanyahu de adiar viagem à Rússia para fechar acordo com 'racistas'

    © AP Photo / Sebastian Scheiner
    Oriente Médio e África
    URL curta
    253

    O líder da oposição israelense Yair Lapid criticou o primeiro-ministro do país, Benjamin Netanyahu, por adiar uma visita à Rússia, dizendo que ele está "trabalhando incansavelmente" para incorporar grupos de extrema-direita em sua coalizão.

    Prevista para esta quinta-feira, a visita de Netanyahu a Moscou deveria se concentrar na Síria e em questões de segurança bilateral, mas o Kremlin teve que adiar a reunião devido aos "assuntos políticos domésticos" do premiê israelense, disse o Ministério de Relações Exteriores da Rússia.

    Yair Lapid, líder do partido centrista Yesh Atid, declarou que Netanyahu adiou as negociações com a Rússia para manter conversas com grupos de extrema-direita, a fim de fortalecer sua coalizão antes das eleições de 9 de abril para o Knesset.

    "O primeiro-ministro está trabalhando incansavelmente para garantir a participação de um grupo de racistas em sua coalizão", declarou o oposicionista.

    As duras acusações se referem ao acordo fechado na quarta-feira entre Netanyahu e dois partidos religiosos-nacionalistas marginais. Um deles é o movimento Otzma Yehudit, liderado por ex-discípulos do infame rabino Meir Kahane, que foi proibido de participar da eleição de 1988 do Knesset após comentários racistas.

    Quinta-feira é o prazo para a apresentação das listas dos partidos antes da eleição parlamentar. Com menos de dois meses antes da eleição, Netanyahu enfrenta crescente pressão de seus oponentes.

    No início de fevereiro, ele teve que renunciar como ministro de Relações Exteriores depois que uma petição questionando sua capacidade de ocupar vários cargos ministeriais foi registrada na Suprema Corte. Netanyahu, no entanto, manteve seus cargos de ministro da Defesa e chefe de saúde.

    Mais:

    Israel e árabes estão unidos para avançar em guerra contra o Irã, diz Netanyahu
    Netanyahu confirma recente ataque de Israel contra a Síria
    Irã pode estar comemorando o último aniversário de sua revolução, ameaça Netanyahu
    Tags:
    viagem, política, diplomacia, Eleições 2019, Otzma Yehudit, Partido Likud, Yesh Atid, Meir Kahane, Yair Lapid, Benjamin Netanyahu, Rússia, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar